AnaMaria
Busca
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaYoutube AnaMariaTiktok AnaMariaSpotify AnaMaria
Famosos / Não gostou!

Irma da primeira versão de ‘Pantanal’ explica porquê é contra o remake da Globo

Elaine Cristina acredita que a nova versão de ‘Pantanal’ quebrou o encanto da original

Da Redação Publicado em 02/09/2022, às 16h40

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Elaine Cristina se recusa a assistir ao remake de 'Pantanal' - Instagram/@elainecristina.atriz_oficial
Elaine Cristina se recusa a assistir ao remake de 'Pantanal' - Instagram/@elainecristina.atriz_oficial

Elaine Cristina, que deu vida à personagem Irma na primeira versão de ‘Pantanal’, detonou o remake da novela e revelou os motivos para ser contra a adaptação. Em entrevista a Heloisa Topilan, ela disse que considera a versão de Bruno Luperi um “erro”.

“Acho um erro essa ‘Pantanal’ no ar, que me desculpe o neto do Benedito [Ruy Barbosa, autor] e a ele próprio, por quem eu tenho muito respeito”, opinou.

A artista confessou que desistiu de acompanhar a trama já no primeiro capítulo e explicou o porquê: “Na versão original, havia uma abordagem de temas políticos muito en passant [superficialmente] na questão relacionada à terra e à venda dela. Nesta, ela já começava diante de uma questão voltada a esse fim”.

“Daí comecei a questionar, isso me assustou, e notei uma outra conotação que me desagradou, diante da abordagem desta temática logo no primeiro capítulo. Foi o bastante para que eu parasse ali mesmo de vê-la”, continuou.

Para a atriz, a história exibida pela TV Manchete apostava mais no naturalismo e na sensualidade. Já a da Globo, nos temas políticos. “O Pantanal não é isso [de debate político]. É natureza, pureza, eram aquelas meninas nuas dentro da água”, argumentou.

A intérprete da madame, que hoje é vivida por Camila Morgado, acredita que seria melhor que Luperi tivesse dado continuidade ao primeiro folhetim, em vez de reproduzi-lo desde o início.

“Por que não deram continuidade à história original, por exemplo? Não que eu quisesse que me escalassem, mas a personagem da Juma teve um filho, a da Irma também, assim como a Zefa e a Guta. Poderiam ter pego esses herdeiros e, a partir deles, contado uma nova, tendo estes personagens que, na casa dos 30 anos, envelheceram com seus pais”, declarou.

Por fim, Elaine falou que perdeu seu encanto pela produção original. “Agora, fazer a mesma história, tentando atualizar algo que passou há 32 anos… Quebrou o encanto da novela e não me agradou a ideia”, completou.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!