AnaMaria
Famosos / EMPOLGADO

Marcos Mion dá spoiler do ‘Caldeirão’ e detona ministro da Educação: ‘‘Um irresponsável!’’

Apresentador fará sua estreia na TV Globo no próximo final de semana

Da Redação Publicado em 02/09/2021, às 11h19 - Atualizado às 11h19

Mion é pai de Romeo, adolescente com transtorno do espectro autista - Instagram/@marcosmion
Mion é pai de Romeo, adolescente com transtorno do espectro autista - Instagram/@marcosmion

Marcos Mion está contando os dias (e as noites!) para sua estreia no ‘Caldeirão’, que ocorrerá no próximo sábado (4). Em entrevista ao jornal Extra, o apresentador revelou que está tendo dificuldades para dormir tamanha a ansiedade para a exibição do programa. Apesar disso, ele garantiu que o clima da nova atração será de muita animação. 

“As pessoas podem esperar diversão, risada, alegria, alto-astral, o que gosto de fazer. Viemos de um período muito doído, de sofrimento. Um objetivo conceitual do programa é fazer parte desse momento de retomada do sorriso”, adiantou.

O novo ‘Caldeirão’ trará de volta um dos quadros que consagrou Marcos Mion na TV, ‘Os Piores Clipes do Mundo’. Dessa vez, o apresentador irá analisar alguns dos vídeos do acerto da TV Globo seguindo o formato em frente ao chroma key - sob o nome de ‘Isso a Globo mostra’.

Quanto à retomada do quadro, ele refletiu: “Na filosofia, dizem que, se você tiver uma ideia original na vida, não vai passar de uma. Essa foi a minha ideia original”. 

LUTA PELA INCLUSÃO

Outro assunto abordado por Mion durante a entrevista foi a luta pela inclusão de pessoas com deficiência, causa que defende desde o nascimento do filho Romeo, de 16 anos, que tem transtorno do espectro autista

O apresentador relembrou a fala do ministro da Educação, Milton Ribeiro, sobre as crianças com deficiência atrapalharem o aprendizado dos colegas em sala de aula. “Esse cara é um irresponsável. No momento em que você se torna uma pessoa que tem que representar os interesses públicos e não tem empatia, você está no lugar errado. Ele não tinha que estar lá”, disparou.

Mion também destacou o seu trabalho em prol da aprovação de duas leis direcionadas à pessoas com deficiência: a contagem populacional de autistas no Censo e a carteirinha de identificação para jovens com transtornos. “Foi uma vitória. Mas o que aconteceu? Cancelaram o Censo. Damos um passo e tomamos duas rasteiras”, finalizou.