AnaMaria
Famosos / Inacreditável!

Marília Mendonça autorizou compra de jatinho particular um dia antes de sua morte

O empresário da sertaneja revelou que Marília Mendonça deu o aval prezando sua segurança

Da Redação Publicado em 04/02/2022, às 15h25

Marília Mendonça queria comprar um jatinho particular um dia antes de falecer - Reprodução/Instagram
Marília Mendonça queria comprar um jatinho particular um dia antes de falecer - Reprodução/Instagram

Marília Mendonça tinha autorizado a compra de um jatinho próprio um dia antes de sua morte. A ideia da cantora era viajar com conforto e segurança, segundo revelação feita pelo empresário dela, Wander Oliveira, ao jornalista João Batista Jr., da revista Piauí.

Wander contou que esteve em uma reunião com Marília no dia 4 de novembro de 2021, exatamente um dia antes do acidente aéreo. Na ocasião, ele disse que o jatinho foi o primeiro assunto que a cantora abordou assim que chegou ao local da reunião. “Wandão, tá decidido. Pode procurar um jato para nós! Não quero mais ficar viajando aí em avião bimotor”, declarou a sertaneja.

Na sequência a dupla combinou de procurarem uma aeronave modelo Phenom 300 ou um Citation cj4 — ambas com autonomia de voo de até 3,6 mil km. Entretanto, no dia seguinte, Marília, que tinha se recusado a embarcar em um bimotor do próprio Wander, viajou com um modelo parecido. O destino da cantora, em Caratinga, no interior de Minas Gerais, só podia receber bimotores. A cantora sofreu um acidente e faleceu exatamente 24 horas após a reunião, em um acidente aéreo.

A reportagem também revelou que Marília estava faturando de 10 a 12 milhões de reais por mês, com contratos publicitários, shows e com as plataformas digitais. Inclusive, a Netflix, plataforma de streaming, tinha fechado um negócio com a sertaneja, que recusou propostas da Amazon e Globoplay.

“Ela adorava ver Netflix com as amigas”, disse Wander, revelando que a série documental sobre a vida e carreira da cantora está mantido e previsto para contar com 10 episódios.

Além disso, o empresário planeja criar uma premiação levando o nome da Rainha da Sofrência. “Também vou lançar um prêmio de música chamado ‘Prêmio Marília Mendonça'”. Wander relembrou ainda como conheceu Marília em 2008, quando a cantora tinha apenas 13 anos.

Na ocasião, Marília foi aos escritórios da Workshow mostrar suas composições e encontrou João Neto e Frederico no local. “Ela era uma garota sem experiência de vida, mas falava de amor, dor e traição como se tivesse passado por cinco divórcios”, disse Frederico, espantado com o talento da sertaneja.

Nessa mesma época, Marília também escreveu a música ‘Minha Herança’, a primeira que foi gravada profissionalmente pela dupla. A sertaneja também escreveu ‘Cuida Bem Dela’, para a dupla Henrique e Juliano. Apenas seis anos depois é que Marília foi lançada como cantora. “Esperei ela fazer 18 anos para protegê-la dela mesma. Ela não tinha estrutura emocional para lidar com o mercado, que poderia sugar essa criatividade”, completou Wander.