AnaMaria
Famosos / Novidades!

Murilo Huff abre mão da tutela de bens de Marília Mendonça, diz colunista

A tutela de bens ficará com a mãe da cantora

Da Redação Publicado em 26/01/2022, às 16h40

Marília Mendonça e Murilo Huff - Reprodução/Instagram
Marília Mendonça e Murilo Huff - Reprodução/Instagram

Murilo Huff, ex-namorado e pai do filho de Marília Mendonça, que faleceu após um acidente aéreo em novembro de 2021, abriu mão da tutela dos bens a que teria direito na divisão do patrimônio da cantora. Sendo assim, o comando dos bens ficará com Dona Ruth, mãe de Marília. As informações são do colunista Léo Dias, do ‘Metrópoles’.

Ainda de acordo com a coluna, o valor de R$ 500 milhões não corresponde ao patrimônio deixado pela cantora.

SAIBA MAIS SOBRE A HERANÇA

Marília Mendonça faleceu em novembro de 2021 após um acidente aéreo, mas a partilha de bens começou a ser analisada há pouco tempo no Tribunal de Justiça de Goiás. A herança está sendo discutida desde o final de dezembro em segredo de Justiça na 1ª Vara de Sucessões de Goiânia. As informações são do colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo.

A discussão engloba a divisão de bens deixados pela cantora entre os possíveis herdeiros. Léo, filho de Marília com o cantor Murilo Huff, completou dois anos de idade no mês passado e é o herdeiro natural.

Já que Léo é menor de idade, mesmo sendo o titular de toda a herança, a administração do dinheiro não estará nas mãos dele até que complete 18 anos. Por sua vez, o pai, Huff, não era casado com a artista. Léo está sob os cuidados do pai e da avó materna, Ruth Moreira. Ambos têm a guarda compartilhada.

Pela legislação brasileira,o prazo para a conclusão do processo de um inventário é de um ano. Enquanto isso, a família Mendonça segue recebendo pelos direitos autorais das composições da artista e o patrimônio continua em crescimento com as canções lançadas após a morte da cantora.

AUTORIZADA

A família de Marília Mendonça voltou atrás na decisão de impedir a divulgação de uma parceria entre ela e Naiara Azevedo. A música ‘50%’ foi gravada antes da morte da cantora em um acidente aéreo, em novembro de 2021, porém Naiara teria decidido refazer o clipe após a tragédia - o que desagradou os familiares da ‘Rainha da Sofrência’.

Um dos principais nomes envolvidos na polêmica foi o de João Gustavo, irmão de Marília, que fez duras críticas a Naiara ao descobrir que ela pretendia divulgar a canção enquanto estivesse confinada no ‘BBB22’. Diante dos novos combinados que levaram à autorização, o cantor pediu desculpas pela revolta.

“A equipe de Naiara Azevedo nos procurou e entendeu a nossa posição contrária ao lançamento de uma gravação feita após a morte da Marília. Um vídeo totalmente diferente daquilo que a Marília havia feito em vida e que tinha um tom apelativo de tristeza e sofrimento", explicou o cantor através do Twitter, na última sexta-feira (21).

Em seguida, completou: “Minha irmã sempre levou alegria e felicidade por onde passava, essa é a imagem que queremos defender. Nunca fomos contrários ao lançamento do vídeo feito em vida pela Marília com a Naiara, essa era a vontade dela e será respeitada”.

João Gustavo deixou o orgulho de lado e aproveitou a ocasião para se desculpar com Naiara e sua equipe. “Peço desculpas pela forma intempestiva como agi, criticando de uma forma dura a artista Naiara. Quando minha mãe tomou conhecimento do vídeo que queriam lançar, ela ficou muito triste e vê-la daquela forma me fez perder a cabeça e eu agi de uma forma impulsiva”.

“Hoje, de cabeça fria, reconheço que fui duro nas palavras e por não ter compromisso com o erro, peço desculpas à Naiara e toda sua equipe”, concluiu o artista diante da autorização do lançamento. Vale lembrar que Naiara está confinada no ‘BBB22’ e não sabe das polêmicas.

Confira: