AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

No meio de seu programa, Danilo Gentili sai em defesa de Leo Lins: “Tempos chatos”

Danilo Gentili defendeu e exaltou seu amigo durante o ‘The Noite’

Da Redação Publicado em 20/07/2022, às 17h43

Danilo Gentili sai em defesa de Leo Lins após polêmicas - Reprodução/SBT
Danilo Gentili sai em defesa de Leo Lins após polêmicas - Reprodução/SBT

Um tempo depois da demissão de Leo Lins, por conta de uma piada de mau gosto com crianças com deficiência, Danilo Gentili resolveu se pronunciar em seu programa no SBT para defender o amigo. No meio do ‘The Noite’, o humorista fez questão de exaltar o seu ex-colega de trabalho, falando que o mesmo o ajudou a construir sua atração na emissora.

"O Leo Lins é uma das melhores pessoas que eu já conheci. Ele é gentil, generoso, extremamente empático, é um cara que nunca mediu esforços para ajudar o próximo. Ele é esse tipo de gente que ajuda gente necessitada na rua, seja contribuindo com quem precisa ou atuando em grupo de defesa dos animais. O Leo Lins sempre agiu silenciosamente”, iniciou Gentili.

“Para o meu amigo Leo Lins, mais importante do que parecer bom, é ser bom, e ele é uma boa pessoa. Ele é reverenciado por todo mundo dessa equipe que o conhece, pelo o que ele faz, não pelo o que ele diz nos palcos enquanto trabalha para um público que sabe que tudo o que é falado lá são apenas piadas", continuou.

Na sequência, Danilo tenta justificar o tipo de “piada” que Leo Lins faz. “Eu sei que é chato ter que explicar o óbvio, mas a gente tem vivido tempos chatos. Uma das bases da comédia é o absurdo, é o exagero. [...] Todo mundo entende que falar é diferente de fazer. Todo mundo entende que absurdos e exageros são ótimos escapes para momentos de tensão, e é isso o que a comédia é, a arte de dizer absurdos para aliviar assuntos tensos. É o que eu faço e é o que o Leo Lins faz”.

Gentili ainda afirmou que o humorista é uma boa pessoa brincando de falar absurdos, justificando que comediantes falam absurdos para fazerem as pessoas rirem. "Você pode até não rir de determinada piada, mas criminalizar e pedir punição ao autor dela, eu não vou nem falar que é um exagero, porque é até mais cruel que isso. Muito se diz hoje sobre piadas ruins, mas ninguém fala sobre ouvintes ruins de piadas", disse o apresentador do ‘The Noite’.

Veja o discurso na íntegra: