AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Sônia Lima não superou morte de Wagner Montes após quase 3 anos: ''Minha vida não está no eixo''

A atriz deu detalhes de como foi o relacionamento dos dois, e ressaltou que o apresentador tinha um temperamento difícil

Da Redação Publicado em 22/09/2021, às 12h50 - Atualizado às 15h25

Sônia Lima e Wagner Montes - Reprodução/Instagram
Sônia Lima e Wagner Montes - Reprodução/Instagram

A morte de Wagner Montes, em janeiro de 2019, ainda abala Sônia Lima. Viúva do jornalista, a atriz abriu o coração, em entrevista a Alex Vaz e Lola Melnyck, do podcast After Canal, e revelou que é difícil viver sem seu o marido. Ainda em meio ao luto, ela contou detalhes de como conheceu Wagner e explicou que aprendeu a amá-lo aos poucos.

“Ainda me sinto como um cachorro que caiu da mudança, minha vida não está no eixo. O que me tira da situação é lembrar dos momentos felizes que tive com ele, das brincadeiras... você se distrai”, desabafou ela. “Quando você perde uma pessoa assim, vai fazer três anos, você perde o chão”, completou.

Segundo Sônia, mesmo sabendo estar muito doente, ele não quis colocar nada em ordem antes de morrer. "Chegou uma hora que eu parei de dizer que o câncer estava se espalhando, só falava que tava melhorando", contou. "Ele não queria que as pessoas soubessem [dos detalhes da doença] porque ia fragilizar um pouco a imagem dele, não queria que tivessem pena."

Mesmo quando já estava andando com a ajuda de uma cadeira de rodas, e era mais fácil colocar a sonda sem a prótese, a ex-modelo recorda que ele queria colocar sua perna mecânica. "Eu sabia que meu marido tinha uma doença terminal, mas achava que aquele não era o momento [de morrer]. Eu não tive esse desapego [de me despedir] com o Wagner", lamentou.

A mãe de Diego Montez disse que, apesar do temperamento difícil do amado, nunca houve brigas entre o casal. Após quase 33 anos de casamento, Lima relembrou o momento em que começou a amar Montes definitivamente. "Eu não casei com o meu marido amando o Wagner como ele me amava. Ele foi  me conquistando em doses homeopáticas", contou, dizendo que foi um crescente de sentimentos: "Ele conseguia tudo o que ele queria, nasceu para ser vitorioso".

ACIDENTE
Wagner perdeu uma das pernas aos 27 anos, após um acidente de triciclo. Sônia já o conhecia na época, e detalhou como ele se sentiu impotente: “Foi um choque, ele era um homem muito bonito e perdeu a perna no auge da carreira. Ele foi o segundo homem mais bonito do Brasil. Você imagina para a cabeça dele? Ele não gostava dos problemas que não ter a perna  traziam pra ele, porque tinha prótese, mas ele não ligava necessariamente de não ter mais a perna.”

A viúva brinca que sempre tirava sarro do amado pelo foto de ele ter apenas uma perna, mas quando isso vinha de outras pessoas, a deixava entristecida. “Eu podia falar, chamar ele de perneta, mas não gostava de ouvir as pessoas brincando com ele. Eu brincava, tinha liberdade, eu que dormia com ele, mas nunca gostei quando brincavam com ele”, disse.

Lima conheceu Wagner antes do ‘Show de Calouros’ (SBT), quando ela ainda trabalhava na televisão. Naquela época, os dois já flertavam. Tanto é que decidiram se casar com apenas dois meses de namoro. “Ele era um galã, muito assediado e de muitas mulheres. Eu era noiva, por seis, sete anos, e esse tempo ele ficava me xavecando. Ele era mulherengo, e eu sabia porque ele saia com as minhas amigas”, relembrou.