AnaMaria

'A Dona do Pedaço': Família de Eusébio se muda para casarão abandonado

Após expulsão do antigo prédio, família de Eusébio se muda para casarão abandonado

Da Redação Publicado em 22/05/2019, às 11h34 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h47

Maria da Paz enriqueceu vendendo bolos - Reprodução/Tv Globo
Maria da Paz enriqueceu vendendo bolos - Reprodução/Tv Globo

O prédio onde Eusébio (Marco Nanini) morava com sua família no centro de São Paulo será tomado pela justiça. Tudo porque o dono da construção exigiu a desocupação do local.

O filho de Cornélia (Betty Faria) irá se desesperar e vai tentar se abrigar no carro de Chico (Tonico Pereira) com sua família. Logo depois, ele vai procurar comida para a esposa, Dorotéia (Rosi Campos) e seus filhos.

Durante sua caminhada pelo bairro do Bixiga, em São Paulo, ele irá encontrar um casarão abandonado, com portões e janelas quebrados. Além disso, ele irá se deparar com um bilhete que diz que a casa ficará fechada até a família do ex-dono decidir quem vai ficar com a herança.

Assim, Eusébio decidirá levar sua família para o local.

"A casa fica fechada até resolver o inventário. É um caso de herança, e provavelmente os parentes estão brigando por cada tijolo. Terminem de comer e venham. Venham!", dirá ele.

VISITA

Eles conseguirão quebrar as correntes que trancam a casa e, imediatamente, começam a fazer gambiarras para conseguirem água e luz no local. Sem resultados, eles irão pedir ajuda à vizinha Marlene (Suely Franco)

A senhora irá abrir a porta e os familiares de Eusébio vão entrar carregando baldes em busca de todas as torneiras possíveis.

Confusa, Marlene irá deixar que peguem a água. Mas logo em seguida, todos irão se sentar à mesa e comer a comida que ela havia preparado para Maria da Paz (Juliana Paes).

Com a chegada da boleira, a senhora irá contar o ocorrido e revelar que desconfia que eles tenham invadido o casarão. Ela ainda dirá que quer chamar a polícia para expulsá-los. No entanto, Maria da Paz irá defendê-los, pedindo que Marlene esqueça isso.

Mais tarde, no mesmo dia, será a vez de Marlene visitar os novatos. Mesmo contrariada, ela dirá a eles que não os denunciará.

"Eu não sou burra a ponto de acreditar que são herdeiros de quem quer que seja. Eu ia chamar a polícia, denunciar a invasão. Mas a Maria da Paz me convenceu a ficar de bico calado. Portanto fiquem, mas é pelas crianças."

Eusébio e Dorotéia vão ficar imensamente agradecidos à boleira.

Será que é o início de uma amizade?