AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Cacau Protásio afirma que episódio de racismo foi traumático: ''Pensei em desistir''

Atriz Cacau Protásio revela trauma após sofrer racismo em gravação de filme

Da Redação Publicado em 23/12/2019, às 17h57 - Atualizado às 17h58

Cacau Protásio sofreu racismo enquanto gravava o filme 'Juntos e Enrolados' - Instagram/@cacauprotasiooficial
Cacau Protásio sofreu racismo enquanto gravava o filme 'Juntos e Enrolados' - Instagram/@cacauprotasiooficial

Após sofrer racismo, há cerca de um mês, Cacau Protásio revelou as dificuldades que vem enfrentando para superar o ocorrido, e afirmou que está sofrendo com crises de pânico. 

Em entrevista para o jornal O Globo, ela contou que precisou aumentar as sessões de terapia para lidar com o trauma. "Tenho crises de choro. Estou panicada mesmo. Acho que tem alguém pulando o muro da minha casa, parei de dirigir porque sentia que estavam me seguindo. Só consegui terminar o filme porque tive apoio dos colegas (chora). Pelo menos, as pessoas estão curiosas para ver a cena do bombeiro e vamos ganhar bilheteria."

Ela ainda relembrou o momento em que ficou presa dentro de um elevador, logo após o episódio de racismo, e da sua reação ao saber que um bombeiro seria chamado para resgatá-la. "Me deu pânico. Pensei: 'Esse cara não vai me salvar'. Me chamaram para depor, mas não não tenho condição emocional de ver o bombeiro agora", desabafou

Cacau ressaltou a importância de denunciar o racismo, uma vez que somente assim o assunto será visto com importância social.

"Quando soube, pensei 'deixa, vou ficar mais famosa ainda'. Mas ao ouvir, me senti a pior pessoa do mundo, comecei a acreditar em tudo que ele estava falando. Não queria mais trabalhar, ver gente, pensei em desistir do filme. Aí veio uma coisa de eu que tinha que me posicionar. Não imaginava que o vídeo da minha resposta fosse repercutir tanto, dar um se liga nas pessoas. Porque até aquele que é preconceituoso velado vai pensar duas vezes antes de fazer algo. Não consigo entender por que tanto ódio por causa de uma cor de pele", concluiu.

ENTENDA

Membros do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro (RJ) trocaram mensagens preconceituosas sobre a atriz Cacau Protásio. De acordo com o colunista Leo Dias, eles não gostaram da atriz ter feito uma gravação no quartel.

"Olha a vergonha no pátio do quartel central. Essa mulher do 'Vai que Cola', aquela gorda, colocou a farda e botou os dançarinos viados com roupa de bombeiro. Isso é um esculacho, rapaz. Qual é a desse comandante? Vai deixar uma p***** dessas no pátio do quartel?", declarou um bombeiro em um áudio enviado para um grupo de Whatsapp.

{# Taboola Newsroom #}