AnaMaria

Curado da Covid-19, Mumuzinho anuncia nova data de live e relata diagnóstico: ''Orei muito''

Na época, o cantor precisou adiar o show on-line por conta da doença

Da Redação Publicado em 20/05/2020, às 11h49 - Atualizado em 25/06/2020, às 23h14

O cantor fará a transmissão no dia 7 de junho, às 18h! - Instagram/@mumuzinho/@sotocapop
O cantor fará a transmissão no dia 7 de junho, às 18h! - Instagram/@mumuzinho/@sotocapop

Após ser diagnosticado com o novo coronavírus (Covid-19), Mumuzinho precisou adiar a sua live [show on-line]. Agora curado da doença, o cantor anunciou a nova data e, em entrevista ao colunista Leo Dias, do portal UOL, relatou como foi lidar com o diagnóstico positivo. 

Para iniciar, o músico contou que vai realizar a transmissão no dia 7 de junho, às 18h, em um espaço aberto e seguindo as regras de distanciamento social.

Sobre o vírus, Mumuzinho disse que não tem noção de onde o contraiu, pois estava obedecendo ao isolamento: "Acredito que possa ter sido nas idas às farmácias e padarias", analisou.

"A doença evoluiu para uma pneumonia e dei entrada no hospital com 50% do pulmão comprometido. Orei muito e pedi para que Deus me ajudasse até porque minha responsabilidade é muito grande: minha família, equipe, fãs e carreira dependem da minha saúde", relembrou ao veículo.

Ainda para o jornalista, o cantor disse que a solidão foi uma das partes mais difíceis ao ser diagnosticado com o novo coronavírus. Além disso, agradeceu os profissionais de saúde.

"O dia da minha alta foi de felicidade por saber que eu podia ir embora, fiquei no hospital por uma semana. Pra mim, foi absurdamente ruim ficar lá o dia inteiro sem ninguém para conversar. Ao mesmo tempo, os profissionais do hospital foram essenciais, a gente conversava", contou. 

Por fim, explicou que agora tem como objetivo conscientizar as pessoas a ficarem em casa: "Como não sei aonde peguei, mesmo ficando em casa, ir até onde precisamos por necessidade podemos pegar. Por isso, a importância de lavar as mãos e ficar em casa. E que venha logo uma vacina", concluiu.