AnaMaria

Drika Marinho revela a verdade sobre briga de Tati Dias e Andréa Nóbrega em 'A Fazenda'

Drika Marinho explica briga entre Tati Dias e Andréa Nóbrega na final de a ‘Fazenda’

Da Redação Publicado em 13/12/2019, às 14h36 - Atualizado às 14h36

Drika Marinho explica a discussão de Tati Dias e Andréa Nóbrega - Instagram: @tatiidias/ @drikamarinho/ @andreanobregaoficial
Drika Marinho explica a discussão de Tati Dias e Andréa Nóbrega - Instagram: @tatiidias/ @drikamarinho/ @andreanobregaoficial

A festa promovida pela produção do reality show rural ‘A Fazenda’, na última terça-feira (10), deu muito o que falar, principalmente após uma discussão bastante acalorada entre Tati Dias e Andréa Nóbrega.

A ex-peoa Drika Marinho, primeira eliminada do programa, foi a responsável por vazar a briga na web, já que acabou registrando alguns vídeos do momento. 

Na tarde desta sexta-feira (13), a ex-Power Couple usou os Stories do Instagram para explicar o episódio. 

"Demorei para fazer esse vídeo, nem queria, mas como estão falando coisas que não são verdade. O que acontece, o motivo todo daquela briga foi por conta de uma foto. A gente estava todo mundo no camarim e a psicóloga quis fazer uma foto com todo o grupo", começou. 

Logo em seguida, a esposa de André Marinho revelou que Andréa se negou a posar para a foto ao lado das antigas companheiras de confinamento. 

“Ficou aquela pessoa [Andréa] de um lado, eu, a Thayse e a Tati do outro lado, do nada a pessoa: 'Não, qualquer coisa vou no seu consultório, não vou tirar foto com eles, não quero tirar foto com eles, não quero ficar perto'”, contou.

A ex-dançarina do programa do Faustão afirmou que a decisão de gravar a briga e entregar para que alguém publicasse na internet foi uma tática de defesa. 

“A Tati falou alguma coisa do tipo: 'Gente o que está acontecendo?'. Alguma coisa assim, aí não sei porque ela veio em cima da Thayse, a Thayse nem falou nada. Ela [Andréa] começou a vir para cima das meninas querendo agredir as meninas. Nessa hora falei: 'Vou filmar, porque se acontecer alguma coisa vai dar ruim para as meninas e ainda vão falar que a culpa é delas”, relembrou.