AnaMaria
Últimas Notícias / Casa das Brasileirinhas

Geisy Arruda visita estúdio pornô para entrevistar Kid Bengala: ‘’Momento épico’’

Geisy Arruda é vista em estúdio pornô e faz revelação

Da Redação Publicado em 25/10/2019, às 13h39 - Atualizado às 17h56

Recentemente, Geisy Arruda relembrou o momento em que foi hostilizada na Uniban por conta de um vestido - Instagram/ @geisyarruda
Recentemente, Geisy Arruda relembrou o momento em que foi hostilizada na Uniban por conta de um vestido - Instagram/ @geisyarruda

Geisy Arruda visitou o estúdio pornô ‘Casa das Brasileirinhas’. Na última quinta-feira (25), ela anunciou que faria uma visita ao local para entrevistar Kid Bengala, famoso ator do ramo da pornografia.

“Vou entrevistar Kid Bengala, a maior bengala do Brasil. Ou seja, um momento épico na minha carreira”, revelou a loira em seu Instagram.

Nos Stories, ela ainda abriu uma enquete para que os internautas mandassem perguntas para o ator. No entanto, alguns fãs acharam que ela estrelaria um filme adulto ao lado dele.

“Eu vou entrevistá-lo para meu canal no Youtube, não sou atriz pornô. Vou estar vestida, de roupa”, brincou ela.

Arruda ainda mostrou duas atrizes que se preparavam para entrar em cena. “Olha a qualidade da mulher. Colegiais, ninfetinhas”, divertiu-se a empresária. 

“O que será que essas duas vão aprontar? Vou filmar o que eu puder pra vocês”, concluiu.

HOSTILIZADA

Arruda ficou conhecida, há dez anos atrás, ao aparecer na faculdade, em que cursava Turismo, usando um microvestido na cor rosa. Ela foi hostilizada pelos alunos e o caso repercutiu tanto na época, que fez com que a musa se tornasse famosa.

Durante o programa ‘Olga’, exibido em julho na RedeTV!, a moça comentou sobre o ocorrido, que considera, até hoje, um constrangimento. “Eu era ofendida, de palavras de baixo calão. Todo mundo me culpava: 'ah, você foi com a roupa, você provocou, você instigou os alunos, a culpa é sua, por que você não foi com uma roupa mais comportada?'", disse. 

Quando questionada sobre a repercussão, Geisy foi direta: "Faltei vários dias na faculdade. Não só os universitários tinham acesso ao vídeo. Foi parar no Youtube e viralizou. Foi parar em diversos veículos, inclusive internacionais, e eu não sabia como lidar com aquilo. De repente ficou muito gigantesco”, relatou. 

Ela aproveitou para dizer o momento que percebeu que ela não era culpada. “Quando eu tive meu primeiro contato com jornalista é que eles me explicaram 'você não é a culpada, você é a vítima'. E a primeira vez que eu conversei com um advogado e eu entendi que estava errado, e aí o jogo virou". 

PROCESSO

No fim, a digital influencer processou a faculdade. “Nunca mais voltei lá. Mas olha como isso me magoou muito, tanto que eu não consegui voltar. Eles me expulsaram, me culparam [...] Eu ganhei o processo. Demorou cinco anos pra sair o resultado e eu ganhei 50 mil reais de indenização, por danos morais".

Geisy foi esperta e fez questão de aproveitar os holofotes, lançou uma linha de roupas e engatou trabalhos como modelo e atriz. Atualmente, ela possui mais de um milhão de seguidores em seu Instagram e se auto-intitula ‘blogueira da classe C’.