AnaMaria
Últimas Notícias / ENTREVISTA

Heloísa Périssé fala sobre aprendizados que teve com câncer em entrevista

A atriz também comentou sobre a quarentena: 'Grande oportunidade'

Da Redação Publicado em 17/05/2020, às 13h20 - Atualizado em 25/06/2020, às 23h14

Heloísa Périssé fala sobre aprendizados que teve - Instagram/ @heloisaperisse
Heloísa Périssé fala sobre aprendizados que teve - Instagram/ @heloisaperisse

Heloísa Périssé deu uma entrevista ao jornal Extra, que foi publicada neste domingo (17), e abriu seu coração.

Ao relembrar o câncer que teve nas glândulas salivares, a atriz revelou os ensinamentos que a doença lhe proporcionou.

“As pessoas me perguntam o que eu aprendi com a doença. Eu digo que não aprendi nada. Só confirmei. Eu pratiquei o que vinha em teoria. Deus é pai. Deus é bom. E quando você consegue ir para um campo de não julgamento, de não se vitimizar. É a sua força bruta que surge. Você coloca sua força que surge, onde há força. Você tira de onde tem. Então, não há frustração. E se descobre um grande mundo que, talvez, nunca tivesse sido explorado”, afirmou.

A famosa também falou sobre o período de isolamento social que está vivendo concomitantemente com diversos brasileiros.

“Te diria que estamos tendo uma grande oportunidade neste momento. De a humanidade descobrir uma coisa que realmente é transformadora: a saída para dentro. Quando você tem uma identificação muito grande com o externo, você se pergunta, por exemplo: ‘Por que vou colocar hoje um salto alto se não posso sair. Ninguém vai me ver”, refletiu.

A artista continuou com o seu raciocínio: “Eu questiono: Por que não? O lado externo é efêmero, está sempre se transformando. Enquanto você finca a sua casa nessa coisa de querer a aceitação do outro, preocupada com seu número de seguidores, com a marca que você usa, é fácil dar errado. Ensina ela, que vem cumprindo à quarentena à risca e, obviamente, também sente falta da vida lá fora. Eu nunca fui muito de sair. Mas uma coisa é ter a escolha, outra é ser obrigada a ficar em casa. Ninguém gosta. Mas a gente só tem o aqui e o agora. Este é o foco”.