AnaMaria

Luana Piovani revela o problema de viver no Brasil: ''Não consigo postar eu bonita''

Luana Piovani afirma que apoiar discussões sociais e políticas dificultam a vida no Brasil

Da Redação Publicado em 01/10/2019, às 17h40 - Atualizado às 17h41

Luana Piovani fala sobre o ex-marido Pedro Scooby - Reprodução/Instagram
Luana Piovani fala sobre o ex-marido Pedro Scooby - Reprodução/Instagram

Luana Piovani causou um burburinho na web, nesta terça-feira (1°), após alegar que a vida no Brasil é dificultada graças às discussões políticas e sociais. A loira declarou que fomentar debates na web atrapalha as suas publicações nas redes sociais. 

"Eu queria postar foto dos meus filhos e tinha que postar o negócio da Amazônia, daí eu tinha que postar os golfinhos, era o tubarão, era o 342, era a Paula Lavigne dentro do nosso grupo falando não sei o que, daí tem que ir pra Brasília, daí não sei o que mais, daí vamos não sei o que do gay, vamos na manifestação a favor do GLSTUVXZ (em alusão à sigla LGBTQ+)”, disse em entrevista ao UOL.

A atriz, que está morando em Portugal desde o início do ano, afirmou que a situação brasileira não permite que ela tenha tempo de  publicar as fotos pessoais que deseja em seu perfil. 

“Meu Deus do céu, dá muito trabalho. Não estou conseguindo postar eu bonita de biquíni. Tem quatro coisas políticas para fazer, tem cinco pessoas me pedindo coisas absolutamente importantes e relevantes", informou. 

O desabafo da ex-mulher de Pedro Scooby indignou a web. Rapidamente, o nome de Luana estava entre os assuntos mais debatidos no Twitter. 

"Existem milhares de motivos pra uma pessoa dizer como é difícil ser cidadão no Brasil mas pra Luana Piovani o maior motivo é porque ela era 'obrigada' a militar e mal podia postar uma foto de biquíni, tadinha gente", satirizou uma internauta.

"Medo de ir na cozinha e topar com a Luana Piovani querendo postar uma foto de biquíni e não conseguindo pois ela é muito oprimida", ironizou outra. "Gente?? A Luana Piovani perdeu a noção?", contestou uma terceira.