AnaMaria

Márcia Goldshmidt fala sobre rotina pós-transplante da filha: ''Não é uma cura''

Yanne, de 7 anos, recebeu parte do fígado do irmão Jimmy

Da Redação Publicado em 15/06/2020, às 11h37 - Atualizado em 25/06/2020, às 23h14

Apresentadora Márcia Goldshmidt - Instagram/@marcia.golds
Apresentadora Márcia Goldshmidt - Instagram/@marcia.golds

Márcia Goldshimidt abriu o coração e falou sobre como anda a rotina de sua família após o procedimento cirúrgico que uma de suas filhas precisou ser submetida, em entrevista ao portal UOL desta quinta-feira (15).

O filho mais velho da apresentadora, Jimmy, doou uma parte do seu fígado para que a irmã Yanne, que nasceu com uma doença rara chamada atresia de vias biliares, recebesse um transplante.

"Nossas vidas todas mudaram pós-transplante, infelizmente. O transplante não é uma cura, é trocar uma doença fatal, por uma doença crônica. A Yanne tem uma vida que a gente pode considerar normal pelo desenvolvimento dela. Mas ela tem uma rotina que é muito estressante para uma criança desde que nasceu, que são as análises de sangue frequentes, os riscos", disse. 

A menina tem uma alimentação especial, é submetida com frequência a hemogramas para controle e tem um tratamento especial com higiene na escola, como um banheiro que só ela e a irmã usam, para preservar sua imunidade. 

A apresentadora afirmou que tem uma vida controlada desde o transplante de Yanne, quando já tinha cuidados com contaminação. "Normal é muito relativo. Ela mesmo às vezes me pergunta, 'mamãe, por que eu não posso viver como as outras crianças? É muito triste, corta o meu coração, mas o melhor é que ela está viva."

Márcia Goldschmidt vive em Portugal há nove anos, com o marido, o advogado português Nuno Rêgo, as filhas gêmeas Yanne e Victória, de 7 anos, e o primogênito Jimmy, fruto do primeiro casamento dela.