AnaMaria
Busca
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaYoutube AnaMariaTiktok AnaMariaSpotify AnaMaria

Morte de adolescente atropelado por Bruno Krupp traz à tona passado violento

Além do atropelamento de João Gabriel, Bruno Krupp também é acusado de estupro e estelionato

Da Redação Publicado em 08/08/2022, às 12h05

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
João Gabriel tinha 16 anos quando foi atropelado na frente da mãe por Bruno Krupp - Reprodução: 'Fantástico'/Instagram
João Gabriel tinha 16 anos quando foi atropelado na frente da mãe por Bruno Krupp - Reprodução: 'Fantástico'/Instagram

Após a morte de João Gabriel, vieram à tona acusações de estupro e estelionato contra o modelo e influenciador Bruno Krupp. A mãe de João Gabriel e três mulheres violentadas por Krupp falaram sobre os crimes no Fantástico, da TV Globo, no último domingo (7).

“Antes da gente atravessar, a gente olhou, e estava muito distante mesmo os carros e não tinha nenhuma projeção de nada perto da gente, mas em segundos ele, a moto estava em cima dele, e aí eu já perdi a noção do que que eu estava vendo”, contou Mariana Cardim de Lima, mãe do garoto de 16 anos atropelado por Bruno. 

“Eu vi a perna dele voando, eu vi o meu filho estendido no chão, me pedindo socorro. Eu comecei a gritar e pedir ajuda a todo mundo”, relatou ela. A mãe também disse que ela e o único filho estavam em uma confraternização de família, e que o atropelamento aconteceu ao atravessarem a rua para ver o mar antes de voltar para casa.

Mariana Cardim de Lima revelou, ainda, que apesar de estarem longe da faixa de pedestres, não havia nenhum veículo passando ou sequer próximo do local.

Além do relato de Mariana, o Fantástico também ouviu três das mulheres que acusam o modelo de violência sexual, uma de 21 anos e duas de 28. Uma das vítimas contou que compartilhou a decisão de denunciar Krupp nas redes sociais, e que recebeu respostas de mais de 40 mulheres falando que sofreram a mesma violência. 

Todas as acusações estão sendo investigadas e o influenciador recebeu ordem de prisão preventiva, indo do hospital para a unidade de pronto-atendimento do Complexo de Gericinó, em Bangu.

O ATROPELAMENTO

De acordo com informações da página Caso Família, um familiar do Bruno Krupp contou que ele teria atropelado o jovem de 16 anos na altura do posto 3, na Barra da Tijuca. Ao que tudo indica, no momento do acidente, o adolescente estava atravessando a avenida fora da faixa de pedestres.

Parece que o modelo, por sua vez, estava voltando de uma festa e, segundo o mandado de prisão preventiva, dirigia uma moto sem placa a 150 km/h em uma via em que o limite é de 60 km/h, sem carteira de habilitação. Ademais, três dias antes do acidente, o jovem foi parado numa blitz com essa mesma moto e se recusou a fazer o teste do bafômetro.

O modelo também se pronunciou em suas redes sociais: 

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!