AnaMaria

Mulher que morou com Clodovil diz que estilista foi assassinado

Cozinheira afirma que Clodovil foi assassinado

Da Redação Publicado em 30/09/2019, às 14h50 - Atualizado às 16h33

Clodovil/Renata Cândido/Geraldo Luiz - Reprodução/TV Globo/Record TV
Clodovil/Renata Cândido/Geraldo Luiz - Reprodução/TV Globo/Record TV

Renata Cândido Rodrigues, de 41 anos, foi convidada pelo apresentador Geraldo Luis para falar sobre a morte de Clodovil Hernandes, em 2009. Segundo laudos médicos, ele foi vítima de um acidente vascular cerebral (AVC).

No entanto, dez anos após o ocorrido, a cozinheira do estilista, que era a preferida do artista e morou com ele por cinco anos, resolveu contar a sua versão da história.

Para o programa 'Balanço Geral', exibido pela Record TV na tarde desta segunda-feira (30), a mulher afirmou que o assassino seria um conhecido. 

"Ele recebeu a última visita de um homem que costumava visitá-lo. No dia, me despedi e os dois ficaram sozinhos. Às 7h do outro dia, eu entrei e ele estava caído no quarto e as coisas estavam fora do lugar. Ele tinha hematomas, um galo na cabeça e estava rodeado por uma mancha enorme de sangue", iniciou o relato.

"Os bombeiros fizeram os procedimentos e foram para o hospital. A médica disse que poderia ser, a princípio, um traumatismo craniano... mas a questionei, pois não tinha como ele ter caído da cama, não era tão distante do chão assim. Fora que, eu vi marcas de dedos pelo corpo dele". 

Renata ainda disse que tirou fotos do corpo, a fim de se defender. Para ela, não há dúvidas de que o seu patrão foi assissanado. "Nunca houve uma investigação, a polícia nunca ouviu ninguém, foi dado como morte natural". 

A testemunha afirma que a suspeita já rondava as pessoas mais próximas do estilista.

FIM DO 'DOMINGO SHOW'
De acordo com o portal Notícias da TV, a emissora já planeja colocar um fim na atração. Tudo começou após Gottino se demitir do canal para ir à CNN Brasil e Geraldo Luis foi o escolhido para substituí-lo no ‘Balanço Geral’.