Neymar rebate defesa de jogador acusado de racismo: ''Você não é homem, não tem caráter''

Neymar rebate defesa de jogador acusado de racismo: ''Você não é homem, não tem caráter''

Da Redação Publicado segunda 14 setembro, 2020

Neymar rebate defesa de jogador acusado de racismo: ''Você não é homem, não tem caráter''
Neymar acusou Álvaro González de racismo - Instagram/@neymarjr/@alvarogonzalez

O nome de Neymar se tornou um dos mais comentados nas redes sociais, nesta segunda-feira (13), ao acusar o jogador espanhol Álvaro González de racismo. O atleta usou o Twitter para se defender, no entanto, o brasileiro rebateu sua publicação. 

González, que atua no Olympique de Marselha, e jogava contra o PSG de Neymar, compartilhou uma foto ao lado de companheiros negros dizendo que tem uma carreira limpa.

“Não há lugar para racismo. Carreira limpa e com muitos colegas e amigos no dia a dia. Às vezes você tem que aprender a perder e assumir isso em campo. Incríveis 3 pontos hoje”, escreveu o espanhol sem citar o nome do adversário.

Neymar respondeu a publicação de Álvaro e disse não estar de acordo com a atitude racista do jogador. "Você não é homem de assumir teu erro, perder faz parte do esporte. Agora insultar e trazer o racismo pra nossas vidas não, eu não estou de acordo. EU NÃO TE RESPEITO! VOCÊ NÃO TEM CARÁTER! Assume o que tu fala mermão [meu irmão]... seja HOMEM RAPÁ [rapaz]! RACISTA", escreveu. 

ENTENDA

Em seu jogo de retorno após testar positivo para o novo coronavírus, Neymar foi vítima de racismo, no último domingo (13). O jogador denunciou o zagueiro espanhol Álvaro Gonzáles, do Olympique de Marselha, após ser chamado de "macaco". Agora, o atleta espera uma punição para o adversário e para o árbitro Jérôme Brisard. 

Tudo aconteceu aos 5 minutos do primeiro tempo da disputa. O atacante Ángel Di María, do PSG, foi atingido por González, que foi advertido. Neymar então foi em direção aos dois para defender o companheiro de time. 

Em vídeo que circula nas redes sociais, é possível ouvir o brasileiro dizer "racismo, não" em espanhol por duas vezes ao adversário. Mais tarde, no Twitter, o atleta disse que foi chamado de "macaco FDP" e questionou o VAR por não pegar o momento em que foi insultado.

O craque acabou expulso no fim da partida, após uma confusão generalizada em campo, na qual agrediu Álvaro González. Após o tumulto, outros quatro atletas também receberam o cartão vermelho. 

"Único arrependimento que tenho é por não ter dado na cara desse babaca", afirmou o brasileiro nas redes sociais.

Último acesso: 11 May 2021 - 16:55:21 (1123926).