AnaMaria

'O Sétimo Guardião': Feliciano lidera manifestação na porta de Eurico

Geandro tenta contornar a situação e faz pronunciamento no lugar do pai

Da Redação Publicado em 31/03/2019, às 12h00 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h46

Feliciano em 'O Sétimo Guardião' - Reprodução/TV Globo
Feliciano em 'O Sétimo Guardião' - Reprodução/TV Globo

A explosão do reservatório de água está causando muitos problemas a Serro Azul. Confusa sobre o que aconteceu, a população nem imagina foi Olavo (Tony Ramos) foi o mandante do crime, mas se preocupa com a falta de água que assola a cidade.

Feliciano (Leopoldo Pacheco) reúne todos os descontentes e parte com o grupo à casa de Eurico (Dan Stulbach), deixando Marilda (Letícia Spiller) nervosa com tanta gente diante de sua propriedade.

Liderando, Feliciano conversa com a primeira-dama e diz que a falta d’água é um problema do prefeito. "Chama lá o Eurico, que ele tem que dar uma explicação pra mim!", diz.

O prefeito, que já estava por dentro do plano de Olavo, se faz de sonso e diz que vai se arrumar para fazer um pronunciamento. 

No entanto, a loira estranha o excesso de calma do marido: "Volta aqui, Eurico Rocha! Não se atreva a me deixar sozinha enfrentando esse povo sedento!"

Geandro (Caio Blat) percebe o desespero da mãe e promete fazer o possível para ajudar. "Já que os políticos da família foram se esconder debaixo da cama... Deixa comigo que eu resolvo!".

Decidido a acalmar os ânimos do povo, Geandro diz que não adianta perder a calma. "Ninguém aqui tem culpa de nada... A gente também está sem água!".

O povo se inflama e Geandro volta a pedir serenidade. Mas Marilda perde a paciência e já vai dizendo para quem quiser ouvir:

"Não escutaram meu filho? Está todo mundo na maior seca... Inclusive nós. Mas providências serão tomadas pelo Prefeito, portanto... Vão pra casa esperar que a água volte, desocupem a porta da minha casa!"

O que será que vai acontecer? A cena deve ir ao ar no capítulo da próxima segunda-feira (1º).