AnaMaria
Últimas Notícias / TRANSMISSÃO AO VIVO

Para não depender das regras do YouTube, surge primeira plataforma de lives no Brasil

Empresa procura facilitar a transmissão de shows

Da Redação Publicado em 07/05/2020, às 10h17 - Atualizado em 25/06/2020, às 23h14

Marília Mendonça foi uma das artistas que apostou nas lives - Instagram/@mariliamendoncacantora
Marília Mendonça foi uma das artistas que apostou nas lives - Instagram/@mariliamendoncacantora

As transmissões ao vivo de shows já se tornaram rotina dos brasileiros durante a quarentena do coronavírus. Agora, a renda dos artistas provém dos patrocinadores das lives, e não mais dos cachês.

No entanto, as regras de direitos autorais e propaganda do YouTube são bastante rígidas e portanto, a monetização acabou caindo.

Agora, ao que tudo indica, uma solução apareceu: a primeira empresa de transmissão de lives independente. As informações são do colunista Leo Dias, do UOL, nesta quinta-feira (7).

O objetivo do projeto é movimentar ainda mais o mercado de lives, mesmo depois da pandemia.

"Aqui não tem as regras do YouTube, você pode fazer live gratuita ou cobrando pelo acesso. A gente pode transmitir desde shows musicais a espetáculos de teatro, dança, cursos, congressos, seminários", afirmou Júlio Ramos, diretor da Central dos Eventos Live.

Ele acrescentou que a empresa fica apenas com 20% do lucro do artista.

"Em cima da receita que o artista tiver, a plataforma fica com 20% e o artista com 80%. Caso o artista tenha um volume grande de lives e um valor maior de receita, é tudo negociável", prosseguiu.

Por fim, o diretor afirmou que a plataforma pretende ajudar muitos profissionais, e será um "farol de novas oportunidades".