AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Presa na Tailândia, brasileira terá que pagar multa de R$ 109 mil para não ter pena aumentada

Mary Hellen, brasileira que está presa na Tailândia, foi condenada a 9 anos e 6 meses de prisão

Da Redação Publicado em 15/06/2022, às 17h26

Brasileira presa na Tailândia terá que pagar multa de R$ 109 mil para não ter pena maior - Reprodução/Internet
Brasileira presa na Tailândia terá que pagar multa de R$ 109 mil para não ter pena maior - Reprodução/Internet

Brasileira condenada por tráfico internacional de drogas na Tailândia, Mary Hellen Coelho da Silva, corre um sério risco de sofrer um aumento em sua pena caso não pague uma multa equivalente a R$ 109 mil.

Ela, que tem apenas 22 anos, foi condenada a 9 anos e 6 meses de prisão. Destes, 2 anos correspondem a crime civil e 7 anos e 6 meses a crime penal. No entanto, a situação pode piorar ainda. Isso porque, se a jovem não conseguir pagar a multa, sua pena pode aumentar 1 ano e 6 meses, totalizando 11 anos.

“Se ela não pagar, será punida com prisão em vez da multa: 500 bahts por dia. Dessa forma, ela teria que cumprir 1500 dias, além da pena principal. O que, na soma, dá os 11 anos", disse o advogado de Mary Hellen, Telêmaco Marrace.

Uma notícia boa dada pelo advogado é que haverá possibilidade da defesa pedir o perdão real junto à majestade tailandesa e, assim, diminuir o tempo de pena na prisão da cliente. Mas isso só poderá ser solicitado quando Mary Hellen tiver completado um terço da pena.

O CASO

Tudo aconteceu quando Mary Hellen e outros dois brasileiros desembarcaram no aeroporto de Bangkok, na Tailândia, com cocaína na bagagem, o que ocorreu em fevereiro deste ano.

Os três brasileiros saíram de Curitiba, Paraná, com destino à capital tailandesa, mas tinham irregularidades na bagagem. De acordo com a polícia, havia cocaína escondida em compartimentos secretos das malas dos viajantes. Todos respondem por tráfico internacional.

Na Tailândia, o tráfico de drogas pode ser punido com pena de morte ou até mesmo com prisão perpétua. Por isso, diante do cenário da condenação da jovem mineira, os advogados de defesa se mostraram positivos, já que esperavam uma pena maior, de até 50 anos de prisão.

De acordo com informações da Record TV, agora, os advogados esperam pela cópia do documento do processo de condenação, para que possam entrar com pedido de extradição, visando que Mary Hellen cumpra sua pena no Brasil.

{# Taboola Newsroom #}