AnaMaria

Pyong Lee vai depor sobre acusações de assédio no ‘BBB20’ quando pandemia passar

O hipnólogo se envolveu em polêmicas com algumas colegas de confinamento

Da Redação Publicado em 25/03/2020, às 14h01 - Atualizado às 14h01

Pyong Lee foi o oitavo eliminado do 'BBB20' - Globo/ Victor Pollak
Pyong Lee foi o oitavo eliminado do 'BBB20' - Globo/ Victor Pollak

Eliminado do ‘Big Brother Brasil 20’, Pyong Lee já foi intimado para dar seu depoimento às acusações de assédio envolvendo Marcela McGowan e Flayslane, suas ex-colegas de confinamento.

Segundo a colunista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, a delegada Catarina Noble, titular da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, revelou que o hipnólogo seguirá com os procedimentos após o fim da pandemia do coronavírus.

“Ele já recebeu a intimação. Agora, estamos esperando a pandemia passar para os próximos procedimentos”, explicou a oficial.

Em entrevista ao UOL, o ex-BBB afirmou que está "disposto a responder e esclarecer tudo o que for preciso".

Pyong está de quarentena em São Paulo (SP) com sua mulher, a digital influencer Sammy Lee, e seu filho recém-nascido, Jake.

ASSÉDIO

Os espectadores se revoltaram com atitudes de Pyong após ele tentar beijar Marcela e apalpar Flayslane na festa Guerra e Paz. Tanto que hashtags como "Fora Pyong" e "Pyong Expulso" tornaram-se populares. Na época, o hipnólogo chegou a ser advertido no confessionário.

Ele disse estar com a consciência tranquila, apesar de saber que errou. "Inclusive já pedi desculpas publicamente dentro do 'Big Brother'. E aqui fora eu sabia que teria consequências e eu vou lidar com as consequências dos meus atos", disse.