AnaMaria
Últimas Notícias / AGRESSÃO

Repórter da Band leva bandeirada na cabeça em cobertura de manifestação pró-Bolsonaro

Jornalista esclareceu que não se tratou de um acidente

Da Redação Publicado em 17/05/2020, às 20h51 - Atualizado em 25/06/2020, às 23h14

Clarissa Oliveira foi agredida em ato bolsonarista - Divulgação
Clarissa Oliveira foi agredida em ato bolsonarista - Divulgação

A repórter Clarissa Oliveira foi agredida por manifestantes durante a cobertura da manifestação pró Bolsonaro que aconteceu em Brasília, neste domingo (17).

Na ocasião, uma mulher deu uma bandeirada na cabeça da jornalista da BandNews enquanto ela aguardava para entrar no link ao vivo.

No vídeo, registrado pelo cinegrafista que acompanhava Clarissa, a profissional aparecia mexendo no celular enquanto aguardava o momento da exibição.

De repente, ela foi atingida pelo mastro de uma bandeia. Ao canal, a jornalista esclareceu que não se tratou de um acidente, visto que a mesma mulher já havia ofendido a equipe.

Ela afirmou que antes da chegada de Jair Bolsonaro no local, o tom usado com a imprensa era agressivo, e por conta de problemas técnicos, precisaram deixar a multidão. A agressão ocorreu justamente neste intervalo de tempo.

"Neste intervalo, uma das manifestantes, uma das apoiadoras alí do presidente Jair Bolsonaro, que circulava com uma bandeira criticando a imprensa, se referindo aos jornalistas como 'lixos', balançava a bandeira, e em determinado momento ela me acertou", esclareceu.

"Logo em seguida, ela se desculpou, meio aos risos. Mas tive também a solidariedade de outros manifestantes que vieram me perguntar se estava tudo bem. A bandeirada não foi muito forte. Seguimos trabalhando", finalizou.