AnaMaria
Últimas Notícias / Tragédia

Tragédia em Capitólio: sobe para dez o número de mortos; não há mais desaparecidos

Deslizamento no lago de Furnas, em Minas Gerais, deixou também 27 pessoas feridas

Da redação Publicado em 09/01/2022, às 15h44

Corpo de Bombeiros está trabalhando na busca de dois desaparecidos - Instagram/@bombeirosmg
Corpo de Bombeiros está trabalhando na busca de dois desaparecidos - Instagram/@bombeirosmg

O Corpo de Bombeiros confirmou mais duas vítimas fatais na tragédia em Capitólio (MG), na tarde deste domingo (9). Os corpos serão levados para o posto de comando, onde passarão pelo trabalho de identificação. 

O deslizamento de uma rocha no lago de Furnas deixou dez mortos e 27 pessoas feridas. As duas pessoas que estava desaparecidas na manhã, pai e filho, foram encontradas sem vida. A única pessoa identificada e que teve o nome divulgado até o momento foi Júlio Borges Antunes, de 68 anos, natural de Alpinópolis (MG).  

Os bombeiros afirmaram que as pessoas que perderam suas vidas estavam na mesma lancha, identificada com o nome 'Jesus'. Além disso, um médico legista da Polícia Civil disse que os corpos estão "bem danificados", uma vez que as vítimas passaram por traumas de "altíssima energia". Isso estaria dificultando a identificação. 

O Instituto Médico Legal de Passos, para onde os corpos foram encaminhados, realiza exames necroscópicos e toxicológicos para descobrir a causa dos óbitos. 

Os feridos foram atendidos e liberados pela Santa Casa de Capitólio e pela Santa Casa de São João da Barra. Duas seguem internadas na Santa Casa de Piumhi por causa de fraturas expostas nos membros superiores. Uma pessoa teve uma orelha dilacerada, mas já recebeu alta neste domingo, na Santa Casa de Passos. 

O corpo de bombeiros informou ainda que o paredão atingiu quatro lanchas: EDL (14 pessoas resgatadas com vida), Jesus (dez pessoas morreram), uma embarcação vermelha e sem identificação (10 pessoas salvas) e Nova Mãe (9 socorridos).