AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria
Notícias / Famosos / Atriz e roteirista

Andréa Beltrão foi fundamental para o filme 'Ela e Eu'; entenda

A atriz, que interpreta a protagonista Bia, mudou o tom da história ao contribuir na criação do roteiro

Ana Mota, repórter da AnaMaria Digital Publicado em 22/07/2022, às 14h41

Andréa Beltrão é a protagonista, Bia, em 'Ela e Eu' - Fábio Braga/Divulgação
Andréa Beltrão é a protagonista, Bia, em 'Ela e Eu' - Fábio Braga/Divulgação

Do sonho de ter Andréa Beltrão em um filme, o diretor Gustavo de Moura Rosa acabou ganhando uma parceria e uma roteirista. Isso porque em 'Ela e Eu', que estreou na última quinta-feira (21), a atriz fez parte da criação do roteiro e, inclusive, foi peça fundamental para que o enredo ganhasse o tom de drama.

De acordo com o próprio Gustavo, a ideia inicial era contar de maneira cômica a história de uma mulher que acorda de um coma depois de 20 anos e precisa reaprender a viver. Entretanto, tudo mudou depois de convidar Andréa - sua ídola - para o filme. Conforme lia o roteiro, a atriz acreditou que o enredo poderia ter um outro sentido, mas sem perder o toque de humor e leveza.

"Depois da entrada da Andréa na minha vida, o projeto foi mudando e o filme foi se reescrevendo. A gente foi repensando as situações e aí ele acabou virando isso que é hoje, um drama com uma uma pitadinha ou outra ali de de cenas que são mais engraçadas. Não virou uma coisa pesadona, ele foi mudando de gênero. Depois, o Eduardo Moscovis entrou e ajudou e a Mariana Lima também. Todo mundo que entrou nesse filme colaborou um pouco no roteiro, fazendo muita diferença", disse o diretor para AnaMaria Digital durante a pré-estreia do longa em São Paulo (SP), na última terça-feira (19).

Eduardo, que interpreta o "marido" da protagonista Bia, também contou como foi todo o processo de colaboração para a história. "A Andréa percebia potencial para outras investigações e, inclusive, dramatúrgicas. E aí ela começou a apontar, indicar alguns atores, o Gustavo a pensar em outros e a gente foi juntando esse time. Nos reuniamos, líamos o roteiro, conversávamos uma porção de coisas. Essas reuniões eram no Rio de Janeiro porque todos nós moramos lá, mas o Gustavo não, e ele ia até lá e voltava pra cá com todas as informações, anotações, e roteiro. Depois, voltava em quinze dias ou vinte dias pra encontrar com a gente com um novo roteiro. A gente falava mais uma porção de coisa, ele voltava pra cá e isso aconteceu algumas vezes."

Lara Tremouroux, que interpreta Carol, a filha da protagonista, entrou no filme durante o processo. Isso porque a atriz Luisa Arraes precisou deixar o elenco por causa da agenda de compromissos. "A Luisa já me deixou cheia de coisas ótimas pra eu fazer e foi um set e um espaço bem aberto, então a gente sempre pôde opinar e isso é muito bom. A gente se sente criando junto assim, fica menos passivo", contou.

MAIS PARCERIAS?

O lado roteirista de Andréa, no entanto, parece que não vai se restringir ao filme 'Ela e Eu'. "A gente gostou de trabalhar junto. Então, temos uma sementinha de um projeto já juntos, uma série. Mas nunca se sabe, né? É uma história de ficção que a gente tá começando a fazer, tudo devagarzinho", revelou Gustavo.

E a própria atriz não negou a possibilidade de uma nova parceria. "Queremos fazer mais alguma coisa. Foi muito bom trabalhar com ele", afirmou, ressaltando que "é difícil à beça contar uma história bem contada, sair do lugar comum".

A BIA

No longa, Andréa interpreta Bia, uma mulher que precisa reaprender a viver e recriar laços com a filha, o marido e a atual esposa dele depois de 20 anos em coma. Para a atuação, a atriz contou com uma ajuda profissional para corresponder às fases de seu personagem.

"O Gustavo dizia o caminho que ele achava que a gente devia seguir, então tivemos uma médica, a doutora Cristina, que deu muita consultoria pra gente e a Márcia Rubi, que é uma diretora de movimento do Rio de Janeiro incrível e que me ajudou muito nas etapas de evolução da personagem. A gente construiu assim", contou a artista.

Além disso, a caracterização foi definida como "diferente e divertida" por Andréa. No filme, ela quase não usa maquiagem e aparece com os cabelos brancos. "Eu achei a peruca linda, maravilhosa principalmente a comprida. Eu gostei de ver", admitiu, mas garantindo que ainda não pretende assumir os próprios fios brancos: "Daqui a um tempo", afirmou.