AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Mariana Lima revela relacionamento aberto com o marido, Enrique Diaz

Atriz falou sobre o combinado entre o casal, que está junto há 24 anos

Da Redação Publicado em 04/10/2021, às 16h23 - Atualizado às 16h23

Mariana Lima fala sobre seu relacionamento aberto com Enrique Diaz - Globo/Reginaldo Teixeira e Globo/João Cotta
Mariana Lima fala sobre seu relacionamento aberto com Enrique Diaz - Globo/Reginaldo Teixeira e Globo/João Cotta

A atriz Mariana Lima, que viverá uma mulher bissexual em ‘Um Lugar Ao Sol’, próxima novela das 21 horas da Globo, revelou que, assim como sua personagem, ela também já se relacionou com homens e mulheres em sua vida. A famosa, de 49 anos, é casada com o atorEnrique Diaz e contou um pouco mais sobre seu relacionamento em uma entrevista ao jornal O Globo, nesta segunda-feira (04). 

"É claro que transei com mulheres. Imagina se eu ia perder essa oportunidade maravilhosa na vida. Eu fui profundamente apaixonada por uma mulher, tive relações com mulheres quando era adolescente e na vida adulta. Nunca falei por ser algo muito privado, não queria que fosse distorcido ou rotulado”, revelou. 

Durante a conversa, Mariana também revelou que sua primeira paixão na adolescência foi uma menina, com quem nutre uma amizade até os dias de hoje. “Jamais contei isso a ninguém. Nós ficávamos muito abraçadas, escondidas. Escrevíamos poesia no corpo uma da outra”, contou. 

Em relação ao seu relacionamento com o ator Enrique Diaz, a atriz explicou que eles moram em casas separadas há dois anos e mantém um casamento aberto, o que os ajudou a manter a relação. 

“Estamos juntos há 24 anos. É um amor profundo, tesão profissional e sexual. Já viajei várias vezes a trabalho, já me apaixonei por outras pessoas. Sempre tive certeza de que nada substituía o que eu tinha com ele. Vivemos de tudo e, há dois anos, passamos a morar em duas casas. Uma tentativa de continuar junto e ter mais espaço”, esclareceu. 

Além disso, Lima afirmou que o motivo do acordo funcionar é o fato de terem conversado e definido limites que fossem justos para ambos. “Nunca a gente conseguiu ter uma relação aberta no sentido de 'olha, eu fui ali, transei, foi ótimo'. Com a gente nunca funcionou. É privado demais para o outro saber e interferir. E abre um machucado que não cura. A gente combinou de não saber”, finalizou.