AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria
Notícias / Famosos / Altas Horas

Fernando Fernandes fala sobre superação no ‘Altas Horas’: “Achei meu jeito”

Fernando Fernandes de Sabrina Sato falaram sobre o início de suas carreiras e dos "nãos" que levaram

Da Redação Publicado em 10/07/2022, às 11h44

Fernando Fernandes fala sobre superação no 'Altas Horas' - Instagram/@fernandolife
Fernando Fernandes fala sobre superação no 'Altas Horas' - Instagram/@fernandolife

Fernando Fernandes foi um dos destaques entre os convidados do ‘Altas Horas’, no último sábado (09). O apresentador do ‘No Limite’, contou sobre sua trajetória desde o BBB2, do qual foi participante, até seu último programa já como cadeirante, e deu um show de posicionamento.

“Sabe, quando se fala sobre posicionamento, isso vai além do que a gente imagina. Posicionamento vai além da internet. Tem que estar na atitude. Como cadeirante entendi que precisava me posicionar onde não havia espaço para mim, onde não havia rampa para eu subir”, disse o atleta paralímpico.

Ele também abordou a própria superação de ter filmado o reality no Ceará: “No programa eu estava no meio da areia, no calor, num lugar onde um cadeirante não sobreviveria, mas eu achei meu jeito”, disse ele. 

Ao final de seu depoimento, Fernando falou sobre os “nãos” na carreira e na vida: “Fui aprendendo nas minhas porradas. E comecei a me alimentar destes ‘nãos’.”

OS “NÃOS” DA VIDA

Aproveitando o gancho, a apresentadora do GNT, Sabrina Sato, e que também estava no programa de Serginho Groisman, contou sobre as dificuldades do começo da carreira e da própria superação para chegar onde chegou. 

“Desde que criança eu queria ser apresentadora, tenho até um vídeo da época em que eu digo isso. Mas era algo distante, até pelo físico, tipo ‘japonesa não vai ter futuro’. Aí fiz jornalismo. Quando fui para o BBB, já tinha tentado um monte de coisas. Me inscrevi em um monte de testes, não passava em nenhum”, contou ela. 

Sabrina também concordou com Fernando sobre se fortalecer nas adversidades: “A gente está aqui hoje, mas a gente ralou muito. Eu tomei muitos ‘nãos’ na cara. Mas quando você tem certeza do que quer e tem apoio, tipo da família por exemplo, não é no primeiro tombo que você vai desistir. ‘Ah, você não sabe terminar uma frase’, ‘Ah você fala deste jeito’. Eu escuto cada coisa. ”