AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Nesta sexta, SBT reprisará o programa ‘Jô Soares Onze e Meia’ no lugar do ‘The Noite’

Em homenagem a Jô Soares, SBT mudou sua grade de programação

Da Redação Publicado em 05/08/2022, às 19h20

Jô Soares Onze e Meia era transmitido no SBT até o ano de 1999 - Reprodução/SBT
Jô Soares Onze e Meia era transmitido no SBT até o ano de 1999 - Reprodução/SBT

Além de ter emitido uma nota de pesar, o SBT resolveu fazer uma homenagem para Jô Soares. Por isso, na noite desta sexta-feira (5), a emissora de Silvio Santos irá retirar o ‘The Noite’ da programação e reprisará o programa ‘Jô Soares Onze e Meia’, que foi ao ar no canal entre os anos de 1988 e 1999 e lançou o apresentador como um dos grandes nomes da TV.

Na homenagem, o SBT reprisará a última edição da atração comandada por Jô, a qual teve a participação de Hebe Camargo, Gugu Liberato e Carlos Alberto de Nóbrega e foi ao ar em 30 de dezembro de 1999. Além de mudar sua grade na noite desta sexta, a emissora irá fazer uma alteração na programação também na madrugada de domingo (7), na qual reprisará o programa ‘Veja o Gordo’, versão do Viva o Gordo que Jô fez na Globo.

De acordo com o site ‘Notícias da TV’, a ideia veio da direção da emissora e de Danilo Gentili, que era fã do talk-show apresentado por Jô no SBT — uma inspiração para o que ele faz hoje. Ainda segundo informações do portal, antes da reprise, o humorista fará uma declaração em homenagem ao artista.

GLOBO TAMBÉM MUDOU SUA PROGRAMAÇÃO

A Globo exibirá o programa ‘Viva o Gordo’ em homenagem a Jô Soares, nesta sexta-feira (5), após o Globo Repórter, por volta das 23h45. O programa, que foi o primeiro comandado pelo apresentador na emissora, estreou em 1981 e era exibido semanalmente às segundas-feiras.

Ele trazia o típico modelo de programa humorístico dos anos 80: personagens cativantes, bordões marcantes e muito deboche sobre a política e costumes do país. Alguns personagens memoráveis interpretados por Jô Soares surgiram nessa época, como o Capitão Gay, sempre acompanhado pelo fiel escudeiro Carlos Suely (Eliezer Motta). ‘Viva o Gordo’ durou até 1987, quando o humorista mudou para o SBT por um cachê milionário.