AnaMaria
Famosos / Covid-19

Tadeu Schmidt reflete sobre comportamento da filha caçula durante quarentena da covid-19: ''Sou neurótico''

O jornalista se declarou à filha caçula após ela receber a primeira dose da vacina

Da Redação Publicado em 26/08/2021, às 15h29 - Atualizado às 15h29

Tadeu Schmidt mostra filha recebendo primeira dose da vacina contra covid-19 - Instagram/@tadeuschmidt
Tadeu Schmidt mostra filha recebendo primeira dose da vacina contra covid-19 - Instagram/@tadeuschmidt

A vez dos adolescentes do país se vacinarem finalmente chegou! Esse foi o motivo da celebração de Tadeu Schmidtna tarde desta quinta-feira (26). Isso porque sua filha caçula, Laura Schmidt, de 17 anos, tomou a primeira dose do imunizante contra a covid-19.

O jornalista dividiu um texto emocionante, no seu Instagram, para homenagear o momento especial que sua família teve. Para legendar as fotos que compartilhou de Laura se vacinando, o famoso declarou que sua filha respeitou certinho a quarentena e que isso não foi nada fácil.

"Que alegria! Como essa menina merecia essa vacina! Porque ela penou, viu?! Claro que não é nada que se compare à dor de quem perdeu pessoas queridas, ao sofrimento de quem padeceu com a doença, às dificuldades financeiras que milhões estão passando por causa da pandemia. Somos privilegiados. Só podemos agradecer. Mas, dentro da nossa realidade, entre todos, aqui em casa, ela foi, sem dúvida, quem mais sofreu!", começou.

Na sequência, o apresentador falou sobre a mudança na rotina da sua caçula. "Passou o 2º e o 3º anos do ensino médio em casa, sem aquele convívio gostoso da adolescência. Não foi pras resenhas. Só participou de raros encontros com pouca gente, ao livre, ou na janela, afastada de todos. E sempre com a melhor máscara bem ajustada no rosto", disse.

Tadeu fez questão de explicar o motivo pelo qual a filha não saiu de casa, para nada. "E tudo isso por minha culpa! Sim, eu sou o maior culpado. Com 17 anos, o risco de a Laura ter complicações é muito pequeno. A irmã, de 19, a mesma coisa. A mãe já está vacinada faz tempo, porque foi voluntária de um estudo. Quem a Laura mais protegeu fui eu!"

"Era eu que, com 47 anos, corria maior risco se a Covid chegasse aqui em casa. Eu sou o neurótico! Foi sobretudo por mim que ela abriu mão de tanta coisa! Obrigado, Loloquinha! Meu orgulho por você só aumenta!", completou.

O papai coruja ainda separou um espaço para falar sobre o desempenho da jovem na escola: "Tenho orgulho de cada nota mais baixa que você tirou! É isso mesmo! Orgulho das suas notas mais baixas! Sete ou seis nas provas online valem muito mais do que os seus tradicionais nove ou dez dos tempos presenciais. Porque é evidente que é mais difícil aprender, se concentrar, é mais difícil manter o desempenho". 

"Mas, quando você percebeu que essa era a nova realidade, você não caiu na tentação de colar! O que seria facílimo e te renderia dez em tudo! Sua honestidade vale muito mais do que dez em qualquer matéria! Isso é caráter! Isso é pra vida toda!", contou orgulhoso.

Para encerrar o texto, Schmidt se declarou à filha. "É isso que te fez aguentar firme este tempo todo, apesar do golpe emocional que sofreu! E vamos aguentar mais um pouco, porque ainda não acabou. Ainda falta a minha segunda dose, a sua, a de milhões de pessoas. Vamos seguir com a máscara apertada no rosto! Até vencermos de vez essa desgraça da Covid. E quando a situação estiver melhor de verdade, a gente vai fazer o que você quiser! Você vai decidir onde vamos tirar férias, o que vamos fazer, o que vamos comer… Você manda! Você merece! Te amo!", prometeu.

Confira: