AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Gloria Perez fala sobre viver próximo à Paula Thomaz e temer pela própria vida

A mãe de Daniella Perez ainda falou sobre o que pensa da ressocialização de presos

Da Redação Publicado em 03/08/2022, às 16h54

Gloria Perez foi entrevistada no último episódio de ‘Pacto Brutal: O Assassinato de Daniella Perez’ - Instagram/@gloriafperez
Gloria Perez foi entrevistada no último episódio de ‘Pacto Brutal: O Assassinato de Daniella Perez’ - Instagram/@gloriafperez

A escritora Gloria Perez comentou, no último episódio da série ‘Pacto Brutal: O Assassinato de Daniella Perez’, sobre o que pensa da ressocialização de presos, uma vez que foi muito questionada sobre isso durante sua vida.

Ela disse que, ao contrário do que muitos pensam, ela acredita, sim, que as pessoas podem mudar e merecem uma segunda chance após a cadeia, mas não vê os requisitos básicos para isso em Guilherme de Pádua e Paula Thomaz.

“As pessoas perguntam se sou contra a ressocialização de presos, se eu acredito que as pessoas mudam. Claro que acredito!”, começou a autora de ‘Travessia’.

“O primeiro passo para a mudança é o arrependimento. Isso eu já sei. Mas esses dois… em psicopatas, eu nunca vi. Nos dois assassinos da minha filha, eu nunca vi. Trinta anos se passaram e eles continuam dando sinais de que são exatamente os mesmos”, disse.

Além disso, Gloria demonstrou suspeitas sobre o comportamento de Paula Thomaz. Essa ideia foi reforçada pelo relato de Barbara Ferrante, prima de Daniella Perez, sobre algumas atitudes da criminosa após ganhar liberdade, que podem ser interpretadas como uma grande obsessão pela vítima.

“Ela saiu do presídio e o que ela foi fazer? Foi estudar Direito na mesma faculdade onde a Dani estudou e o irmão dela, Rodrigo, se formou. Depois, ela muda de faculdade e escolhe quem como professor? O promotor (Maurício Assayag) que a condenou. Ela escolheu a dedo”, revelou.

Além disso, Gloria Perez agradeceu a Deus por nunca ter se encontrado com a assassina da filha, considerando que as duas vivem no mesmo bairro. Ela ainda explicou o medo que sente pela mulher.

“Eu só queria nunca mais ter que pensar nessas pessoas. Espero que eles deixem porque até agora eles não têm deixado. O que ela [Paula Thomaz] quer? Isso me assusta. Eu não sei. Eu sei do que essa mulher é capaz. Ela matou a minha filha. Quem sabe se o punhal dela não está guardado para mim, não sei”, refletiu.

MUDADO?

Guilherme de Pádua chocou os internautas ao publicar um vídeo em seu canal do YouTube, nesta terça-feira (2), pedindo perdão a Gloria Perez por ter assassinado sua filha, Daniella Perez.

Na gravação, o pastor desabafou sobre a pressão que sempre recebeu para pedir desculpas à família da atriz. “Sempre disse que o meu maior sonho era poder pedir perdão”, declarou, mostrando prints de algumas reportagens antigas em que ele já havia manifestado esse desejo.

Como o seu arrependimento é questionado por muitos, ele disse que decidiu gravar e postar publicamente o pedido de desculpas, para acabar com a cobrança.

"Talvez eu nunca vá ter uma oportunidade real de pedir perdão. Por isso, Glória Perez, eu te peço perdão por todo sofrimento que eu te causei. Eu jamais esqueci daquele encontro na carceragem”, pediu.

O ator também direcionou a fala a Raul Gazolla, marido de Daniella na época: “Raul Gazolla, eu te peço perdão. Eu nunca esqueci do dia que eu fui chamado na delegacia, você estava lá e se arrastou até a mim. Me abraçou chorando. E ali eu vi que eu era a pior pessoa do mundo”, afirmou.

“Nunca na minha vida eu senti algo igual eu senti naquele momento. Nunca. Eu peço perdão aos familiares, aos amigos, a todos que se envolveram com essa história, que se entristeceram, que se revoltaram. Eu sei que esse pedido de perdão talvez não vá significar nada, mas eu quero deixar registrado”, ressaltou ao final.

Confira o vídeo: