Angélica relata síndrome do pânico após acidente aéreo em 2015: ''Não conseguia andar e nem falar''

A apresentadora disse que os sintomas vieram um ano depois do susto

Da Redação Publicado segunda 21 setembro, 2020

A apresentadora disse que os sintomas vieram um ano depois do susto
Apresentadora contou quais foram os sintomas - Instagram/@angelicaksy

Há 5 anos, Angélica, Luciano Huck e os três filhos estavam em um avião particular, quando o piloto precisou fazer um pouso de emergência em uma fazenda no Mato Grosso do Sul (MS). 

Em entrevista ao jornal O Globo, divulgada no último domingo (20), a apresentadora falou que um ano depois do susto desenvolveu síndrome do pânico. 

"Quando aconteceu o acidente aéreo, não tive nada. Depois de um ano, quando estava andando na rua, em Nova York, travei de pânico. Liguei para o meu médico, ele receitou um remédio”, relatou. 

Além dos remédios prescritos pelo profissional, ela também passou a fazer meditação como alternativa. 

“Para entrar no avião, tive que tomar os remédios. E foi horrível. Não conseguia andar, não conseguia falar. Quando cheguei, falei: 'Vou procurar uma alternativa'. Comecei a meditar. E o pânico foi embora", contou. 

Além da entrevista ao jornal, Angélica também esteve no 'Fantástico' para falar sobre o seu nome programa, o ‘Simples Assim’, que estreia  no dia 10 de outubro. 

Durante o bate-papo com a atração, ela falou que buscou entender qual o seu papel na Terra após o acidente aéreo. 

“Daí em diante eu comecei a buscar ferramentas para me sentir melhor, para entender o meu papel aqui", detalhou. 

Em outro momento, Angélica contou qual a sensação de voltar às telinhas da TV Globo.  

"Eu estou muito feliz de poder estar voltando com este programa que eu considero muito importante nesse momento que a gente está vivendo, em que as pessoas realmente estão buscando muitas coisas para chegar na tal felicidade", disse.

Último acesso: 04 Mar 2021 - 13:50:36 (1124657).