AnaMaria

Angélica revela estresse com aulas online dos filhos na quarentena: ''Não aguentava mais''

Apresentadora precisou ligar na escola de Eva para pedir ajuda

Da Redação Publicado em 21/08/2020, às 13h49 - Atualizado às 13h51

Angélica, Luciano Huck e seus três filhos - Instagram
Angélica, Luciano Huck e seus três filhos - Instagram

Neste período de quarentena, Angélica contou que teve uma rotina bem estressante por conta da família. Para ela, a parte mais trabalhosa foi com a caçula, Eva, de 7 anos, que está no período de alfabetização.

“Eu ficava todos os dias de 9h da manhã ao meio-dia fazendo aula com ela, de segunda a sexta. A gente se redescobriu: brigou, se irritou, tive que contar até dez várias vezes. Ela conheceu uma mãe que não conhecia porque a gente só brincava, se divertia... Porque eu não sou professora, não sou pedagoga”, disse em entrevista ao canal de Thais Fersoza, no Youtube.

A loira revelou ainda que perdeu a paciência, mas não chegou ao ápice:

“No terceiro mês, liguei para a escola e falei: ‘Olha, não aguento mais!’ Muita mãe desistiu. E eu descobri que no final também foi bom. Hoje vou ter o orgulho de bater no peito e dizer: ‘Eu alfabetizei minha filha!’ Olha que legal. Tem o lado bom, mas foi estressante e dolorido para a gente”, confidenciou.

Questionada por Fersoza sobre a participação de Luciano Huck, Angélica falou que houve brigas, mas o estresse por conta das tarefas domésticas esteve presente.  

“Não ajuda muito. Eles não ajudam... É raro o homem que vai lá arrumar um banheiro, que vai lavar uma louça”, completou.