AnaMaria
Últimas Notícias / na Justiça

Blogueiro é condenado a pagar R$120 mil após chamar Caetano Veloso de pedófilo

Após blogueiro chamar Caetano Veloso de pedófilo, cantor vence na Justiça

Da Redação Publicado em 09/10/2019, às 10h26 - Atualizado às 10h26

Em 2017, o blogueiro criou a hashtag #CaetanoPedofilo e acabou parando na Justiça - Instagram/caetanoveloso/adlerguido
Em 2017, o blogueiro criou a hashtag #CaetanoPedofilo e acabou parando na Justiça - Instagram/caetanoveloso/adlerguido

Flavio Morgernstern, pseudônimo de Flavio Azambuja Martins, foi condenado, pela 9ª Câmara Cível do Rio, a pagar uma indenização de R$ 120 mil para Caetano Veloso. Isso porque, em 2017, o blogueiro acusou o cantor de ser pedófilo. 

De acordo com as informações do colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo, o criador da hashtag #CaetanoPedofilo apelou à Justiça para não pagar a quantia determinada pela primeira instância. 

Segundo os desembargadores, “ao convocar os milhares de seguidores dele para fazerem  assédio virtual contra o artista”,  o blogueiro  “agiu de forma perversa, causando um dano de extensão inimaginável”. Eles também registraram que Caetano não tem conduta de pedófilo.

ENTENDA

A hashtag entrou nos Trending Topics do Twitter durante as manifestações digitais do MBL (Movimento Brasil Livre) contra a exposição polêmica no Museu de Arte Moderna, onde uma criança aparecia ao lado de um artista nu. 

Na época, Caetano se mostrou a favor da exposição e, a partir de então, foi alvo de ataques por conta de seu relacionamento com Paula Lavigne. Isso porque os dois engataram um romance quando ela ainda era menor de idade. No entanto, o relacionamento teve consentimento dos pais dela na época. 

Atualmente, o cantor e compositor é casada com Paula e tem dois filhos, Zeca Veloso e Tom Veloso.