AnaMaria
Últimas Notícias / série netflix

Cheia de conflitos, 'La Casa de Papel 4' mexe com o psicológico do espectador

A continuação da série estreia nesta sexta-feira (3) e relembra o motivo de ser considerada um sucesso mundial

Naty Falla Publicado em 03/04/2020, às 07h00 - Atualizado às 16h13

Não é novidade! 'La Casa de Papel' continua prendendo o telespectador - Instagram/@lacasadepapel
Não é novidade! 'La Casa de Papel' continua prendendo o telespectador - Instagram/@lacasadepapel

Os fãs de ‘La Casa de Papel’ terminaram de ver a terceira parte da série com diversas questões em mente: Nairóbi (Alba Flores) morreu? Será que o Professor (Álvaro Morte) vai descobrir a verdade sobre a “morte” de Raquel Murillo (Itziar Ituño)? Berlim (Pedro Alonso) voltará nessa temporada? 

Também estrelada por Úrsula Corberó (Tóquio), Miguel Hérran (Rio), Darko Peric (Helsinki), Esther Acebo (Estocolmo) e Jaime Lorente (Denver), a nova temporada de sucesso da Netflix estreia nesta sexta-feira (3) e continua mexendo com o psicológico dos telespectadores. 

Isso porque, após nove meses de espera, a parte 4 da trama espanhola nasceu para, além de responder essas dúvidas do telespectador, mostrar ainda mais conflitos. Se engana quem pensa que os novos episódios vieram apenas para trazer respostas, já que mais dúvidas são postas na mente do público. 

AnaMaria Digital conferiu os 5 primeiros episódios da série liberados à imprensa e te conta com alguns detalhes o que te aguarda.

Preparados para a maratona?

FRAGILIDADES AINDA MAIS À PROVA

Quando todos se conheceram, uma das regras criadas pelo Professor era a de não se apaixonar ou se envolver com os parceiros do crime. No entanto, sabemos bem que essa foi uma das ordens mais violadas entre os personagens. Por ironia ou não do destino, o líder de todo o plano foi um dos que mais sofreram com isso. 

Perdidamente apaixonado por Raquel Murillo/Lisboa, ele protagonizou momentos de desespero nos últimos capítulos da parte 3, onde os investigadores armaram para que ele achasse que a amada foi executada. Essa tensão se estende ao longo da temporada, até que Tokio (Úrsula Corberó) o questiona: não poderia ser tudo um plano para que ele finalmente se entregasse à polícia? 

Além disso, é claro que eles mergulharam de cabeça nas relações de amizade. Já com um forte laço criado, os amigos se mostram preocupados com a saúde de Nairóbi, que está sofrendo com o tiro que levou. Entre a vida e a morte, ela reflete se é melhor se entregar ou confiar nas habilidades do grupo para realizar a cirurgia. 

Denver (Jaime Lorente) e Mônica (Esther Acebo) também sofrem com a fragilidade do momento e acabam sofrendo uma ruptura, o que aproxima a loira com Rio (Miguel Herrán), deixando o filho do falecido Moscou (Paco Tous) e Tóquio enciumados. Como será que eles ficarão até o final da temporada?

REFÉM SEM MEDO

Novidade no elenco de ‘La Casa de Papel - parte 4’, os assaltantes precisam lidar com um refém que não se cala diante ao crime. Membro da segurança do Banco da Espanha, que aparece nos flashbacks já desconfiado, ele não mede esforços para tentar salvar as vítimas e impedir que o assalto seja concluído. Para isso, bola um plano a acaba conseguindo atacar Tóquio. Será que ele vai conseguir desbancar o assalto? 

EGO x LIDERANÇA  

Cabeça do assalto ao Banco da Espanha, Palermo (Rodrigo de la Serna) entrou já na terceira parte de ‘La Casa de Papel’. O engenheiro, que também tem uma forte ligação com Berlim, chegou ao grupo a convite do Professor. Contudo, na quarta parte ele se mostra furioso quando vê que a sua liderança é posta à prova em meio ao caos. 

Em um flashback, vemos que Tóquio já havia se mostrado contra o fato do novo integrante do grupo ser o líder. Em meio a diversos problemas, ela finalmente consegue ficar na liderança, o que o enfurece a ponto de ameaçar acabar com todo o plano se entregando. No fim das contas, será que Palermo vai deixar o ego estragar todo o esquema? 

BERLIM ESTÁ VIVO APENAS NAS MEMÓRIAS? 

Quase uma unanimidade na preferência dos amantes da série, Berlim continua aparecendo na trama por meio de flashbacks. Um deles, inclusive, faz com que os fãs sintam ainda mais falta da loucura do personagem. No dia de seu casamento, ele surge cantando e dançando feliz com o momento. 

Em um diálogo com o Professor, os dois debatem sobre amor vs. morte. Mais uma vez, ele aparece falando sobre o que fará antes de sua morte, que já era prevista antes por conta de sua doença terminal. Mas será que ainda há chances dele voltar vivo na trama e surpreender todos de vez? Vamos aguardar!

VALE TUDO

Os investigadores estão cansados de serem constantemente vencidos pelo grupo de assaltantes, que continuam sendo vistos como ídolos por uma parte da sociedade. Considerando mais um caso de honra, eles começam a fazer de tudo para que os ladrões se entreguem à polícia. 

Para isso, utilizam de artifícios cada vez mais sórdidos. Como se não bastasse a tortura que a inspetora Alicia Sierra (Najwa Nimri) submeteu Rio, os opositores não medem esforços para fazer com que o grupo caia. Desta vez, além de mexer com o psicológico do Professor, que acredita que Raquel está morta, também brincam com a vida de Nairóbi. 

Para tentar salvá-la, os ladrões pedem a ajuda de uma videoconferência com um cirurgião,justamente para explicá-los como realizar o procedimento. No entanto, cortam o sinal da rede de Internet de toda a região para impedir o ato e fazê-los questionar novamente se vale a pena se entregar. Será que isso será o suficiente?

A resposta dessas e outras questões você pode conferir na Netflix, que já disponibiliza nesta sexta-feira (3) todos os episódios na plataforma de streaming.