AnaMaria
Últimas Notícias / Criou "Ó abre-alas"

Chiquinha Gonzaga é homenageada por Google no dia de seu aniversário

Compositora rompeu as barreiras de gênero, tornando-se a primeira mulher entre os principais criadores da música brasileira

Da Redação Publicado em 17/10/2018, às 11h54 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h46

Chiquinha Gonzaga foi lembrada pela página de buscas - Reprodução/Google
Chiquinha Gonzaga foi lembrada pela página de buscas - Reprodução/Google

Chiquinha Gonzaga foi homenageada pelo Google nesta quarta-feira (17), celebrando o dia em que completaria 171 anos. Por isso, a compositora ganhou uma ilustração especial posicionada acima da caixa de buscas da ferramenta.

A página também traz um link para uma exposição virtual que conta um pouco da vida e obra da compositora, que marcou seu nome na história da música brasileira.

Quem foi Chiquinha Gonzaga?

Nascida no ano de 1847, no Rio de Janeiro, ela era filha de um militar e de uma negra alforriada. Por isso, recebeu uma educação de uma sinhazinha da corte. Aprendeu a tocar piano e, aos 11 anos, escreveu sua primeira peça para a festa de Natal.

A compositora já era uma artista consagrada quando compôs, em 1899, “Ó abre alas”, que é considerada a primeira marchinha de carnaval da história. E, em 1912, estreou a opereta “Forrobodó”, que contou com 1500 apresentações consecutivas.

A vida da escritora virou uma minissérie da TV Globo em 1999. Chiquinha Gonzaga foi vivida primeiro por Gabriela Duarte e, depois, por Regina Duarte.

Pioneira

Como autora de músicas de sucesso, Chiquinha Gonzaga sofreu exploração abusiva de seu trabalho, o que fez com que tomasse a iniciativa de fundar, em 1917, a primeira sociedade protetora e arrecadadora de direitos autorais do país, a Sociedade Brasileira de Autores Teatrais (Sbat).

Ela morreu no Rio de Janeiro, em 28 de fevereiro de 1935, aos 87 anos de idade. No entanto, o Dia Nacional da Música Popular Brasileira, também celebrado no dia 17 de outubro, foi escolhido exatamente por marcar o aniversário de Chiquinha Gonzaga, e como forma de homenagem.