AnaMaria
Busca
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaYoutube AnaMariaTiktok AnaMariaSpotify AnaMaria
Últimas Notícias / Eleições 2022

Em sabatina, Lula fala sobre Jair Bolsonaro: ''Parece um bobo da corte''

Petista foi o terceiro candidato à presidência da República a ser entrevistado no Jornal Nacional

Da redação Publicado em 26/08/2022, às 08h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Lula (PT) durante sabatina no Jornal Nacional - Globo
Lula (PT) durante sabatina no Jornal Nacional - Globo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi o terceiro candidato à presidência da República a ser entrevistado pelo Jornal Nacional. Na noite da última quinta-feira (25), o petista respondeu sobre temas como corrupção, economia e política, e falou sobre Jair Bolsonaro (PL), seu maior adversário nas pesquisas.

Em determinado momento, Renata Vasconcellos questionou Lula sobre como ele negociaria com o centrão sem moedas de troca, como o orçamento secreto.

O petista, então, não titubeou: "Isso não é moeda de troca, Renata, isso aqui é usurpação do poder. Ou seja, acabou o presidencialismo, o Bolsonaro não manda nada. O Bolsonaro é refém do Congresso Nacional. O Bolsonaro sequer cuida do orçamento, Renata, sequer cuida do orçamento. O orçamento quem cuida é o Lira. Ele que libera verba. O ministro liga para ele, não liga para o Presidente da República. Isso nunca aconteceu desde a Proclamação da República. E eu tenho consciência que uma das tarefas minhas e do Alckmin, se a gente ganhar, é a gente tentar, primeiro, trabalhar durante o processo eleitoral para que a gente eleja muitos deputados e muitos senadores com outra cabeça; segundo, acabar com essa história de semipresidencialismo, de semiparlamentarismo no regime presidencial."

A jornalista, por sua vez, perguntou se Lula acredita que conseguirá colocar seus ideais em prática caso seja eleito. O ex-presidente respondeu: "O Bolsonaro parece o bobo da corte. Ele não coordena orçamento. Veja que engraçado, ele agora acabou de aumentar o auxílio emergencial para 600 reais, correto? Ele queria 200, a gente queria 600, ele mandou 500, agora mandou 600. Até quando? Até dia 31 de dezembro. Porque na LDO que ele mandou para o Congresso Nacional agora, não tem a continuidade. E ele então acaba de mandar a LDO, e vem aqui mentir e dizer: "Não, eu vou continuar, eu vou continuar". Se ele vai continuar, por que ele não colocou, ali, diretriz orçamentária?"

Tal comentário do petista repercutiu nas redes sociais. Diversos internautas, que manifestam apoio ao candidato, reagiram. Veja:

Essa, no entanto, não foi a única vez que Lula alfinetou o atual presidente na sabatina. Em outro momento, ele deu uma indireta sobre o sigilo de informações de 100 anos de Bolsonaro e sua família.

“Eu poderia fazer decreto de 100 anos. Sabe decreto de sigilo? Que está na moda agora. Eu poderia para não apurar nada, colocar 100 anos de sigilo. Ou eu poderia não investigar, colocar um tapetão em cima de qualquer denúncia, e nada vai ser apurado e não vai ter corrupção”, declarou sobre a corrupção nos governos do PT investigada pela operação Lava Jato.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!