AnaMaria
Últimas Notícias / Polêmica

Henrique Fogaça posta foto polêmica, muda legenda e dá lição de moral

Chef Henrique Fogaça alfinetou fanatismo religioso em suas redes sociais

Da Redação Publicado em 28/06/2019, às 13h46 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h47

Henrique Fogaça foi duramente criticado - Reprodução/Instagram
Henrique Fogaça foi duramente criticado - Reprodução/Instagram

Henrique Fogaça chamou a atenção da web na manhã desta sexta-feira (28), em seu Instagram. O chef, que está passando alguns dias no Vaticano (Itália), tirou uma foto ao lado de duas freiras e vestindo uma camiseta estampada por um beijo lésbico entre duas religiosas, e a palavra "blasfêmia".

Na legenda, o jurado do Masterchef ainda aproveitou para provocar mais um pouco.

"Pedindo a bênção. 'Orai por nós', 'Prega per noi', 'Pray for us'", escreveu, completando com as hashtags "blasfêmia, o choro é livre e f***** hipocrisia".

Nos comentários, diversos usuários se sentiram ofendidos e fizeram duras críticas ao apresentador. 

"Respeiro agora virou mimimi? Quer usar a camisa? Usa! Mas daí ir no lugar delas parece uma afronta sim", disse um. "Eu queria ver se eu pedisse para tirar uma foto com você e sua filha usando uma camiseta que debochasse do problema de saúde dela", disse outro.

MUDANÇA DE LEGENDA

No entanto, Fogaça mudou a legenda da foto e fez um desabafo. 

"Essa foto foi feita hoje quando fui abordado na saída do Vaticano por essas duas lindas freiras brasileiras que me elogiaram pelo trabalho no Masterchef, elas fizeram a foto e eu tambem. Eu e a minha filha Olivia fomos julgados e ofendidos por algumas pessoas que se dizem cristãs e politicamente corretas!", começou.

Logo em seguida, ele pediu por respeito, e fez um apelo pela liberdade de qualquer indivíduo, principalente nos meios digitais. 

"Vivemos em um mundo em busca da liberdade de expressão, da igualdade e acima de tudo o respeito pela individualidade e orientação sexual de qualquer ser humano, seja ele negro, branco, azul, amarelo, japones, padre, freira, católico, ateu etc", prosseguiu.

Por fim, ele foi ao Instagram Stories e alfinetou os fanáticos religiosos, dizendo que "a homossexualidade existe, inclusive no meio clérigo."