AnaMaria

Jornalista da TV Globo esfaqueado, Gabriel Luiz está consciente e caminhando pelo hospital

Gabriel Luiz está internado no Hospital de Brasília após ser vítima de latrocínio

Da Redação Publicado em 17/04/2022, às 08h47

Aos 28 anos, repórter passou por diversas cirurgias e apresenta evolução - Instagram/@gabluiz
Aos 28 anos, repórter passou por diversas cirurgias e apresenta evolução - Instagram/@gabluiz

O jornalista Gabriel Luiz está reagindo bem aos tratamentos após ser esfaqueado por dois homens em frente à sua casa, na última quinta-feira (14). Informações do ‘Jornal Nacional’ apontam que ele está consciente, conversando e caminhando com auxílio de uma fisioterapeuta.

Segundo a reportagem, os médicos estimularam Gabriel a dar seus primeiros passos no corredor do hospital que está internado, após ser submetido a diversas cirurgias devido às facadas. O quadro do repórter segue estável, porém sem previsão de alta.

O Splash UOL afirmou que ele foi transferido do Hospital de Base do DF (HBDF) para o Hospital de Brasília, na tarde do último sábado (16), onde passou a noite sem intercorrências. A instituição não estaria autorizada a dar mais informações sobre o paciente. 

Luiz recebeu visitas dos familiares no hospital, que agradeceram o apoio do público. “Ele sabe que a gente está perto e fica mais calmo e consegue descansar. A gente segue otimista. Quero muito agradecer o apoio de vocês em nome do Gabriel e de toda a família, porque ele é um menino incrível e um filho incrível", disse Cácia Attias, mãe da vítima, ao ‘Jornal Nacional’.

PRISÃO

Dois suspeitos foram presos, na noite de ontem, sob acusação de tentativa de latrocínio contra Gabriel Luiz - um jovem de 17 anos e outro de 19 anos. Os responsáveis pela investigação concluíram que o crime foi uma ação de roubo seguido de morte devido aos R$ 250 levados da carteira da vítima.

“Segundo eles relataram, foi feito um roubo, um dos indivíduos deu um mata leão, enquanto o outro desferia as facadas. Ambos disseram que não conheciam a vítima. Viram que ele estava sozinho e viram uma vítima em potencial", completou o delegado Douglas Fernandes à imprensa.