AnaMaria

Pedro Scooby fala de calamidade em Portugal e questiona quarentena: ''Economia vai quebrar''

Surfista também justificou seu posicionamento com dados relacionados à fome

Da Redação Publicado em 15/10/2020, às 09h09 - Atualizado às 09h11

Pedro Scooby fala sobre calamidade em Portugal - Instagram/@pedroscooby
Pedro Scooby fala sobre calamidade em Portugal - Instagram/@pedroscooby

Pedro Scooby falou sobre o estado de calamidade que está acontecendo em Portugal, em decorrência do aumento de casos do novo coronavírus, na manhã desta quinta-feira (15).

Na ocasião, o surfista publicou alguns vídeos em suas redes sociais, em que questionou a necessidade do isolamento social.

"Bom dia aqui de Portugal, que está em estado de calamidade, França também e vários outros países. Só que, desta vez, tem mais casos do que na primeira onda e ninguém está fazendo quarentena, ou seja, um beijo para a galera que ficou falando 'fica em casa, a economia a gente vê depois'", começou.

Na sequência, o ex de Anittase mostrou contra a quarentena, alegando que a economia seria prejudicada.

"Por que agora ninguém está ficando? Porque se ficar em casa todo mundo, os países quebram. E é o que eu achava da primeira vez no Brasil. Porque no Brasil tinha que ficar em casa quem precisava ou quem podia, porque a economia tinha que continuar girando. Aí, eu queria entender essa, da primeira vez ficou [de quarentena] e agora não ficou. E os especialistas de plantão aí?", pontuou.

Por fim, Scooby justificou seu posicionamento usando dados relacionados à fome no mundo.

"Ah, e lembrando que a ONU emitiu um comunicado que se nada for feito até o final do ano, 265 milhões de pessoas vão morrer de fome. Então, se você impressionado com o número de pessoas morrendo de Covid, deixa de ser egoísta um pouco e fica impressionado  um pouco com as pessoas que estão morrendo de fome", disse.