AnaMaria
Últimas Notícias / Cancelamento

Salvador cancela o 'Festival Virada'; Carnaval ainda está sob decisão da prefeitura

Festa de Réveillon da capital baiana não acontecerá por causa do atual cenário da covid-19

Da redação Publicado em 29/11/2021, às 11h04 - Atualizado às 11h05

Salvador cancela 'Festival Virada' - Unsplash
Salvador cancela 'Festival Virada' - Unsplash

Salvador (BA) não terá o 'Festival Virada', a tradicional festa de réveillon da cidade, em 2022. O prefeito Bruno Reis anunciou em uma coletiva de imprensa, nesta segunda-feira (29), que o evento foi cancelado por causa da nova variante do coronavírus. O cancelamento ou não do Carnaval 2022, no entanto, ainda está sob decisão em conjunto com o governo estadual. 

Tradicionalmente, o 'Festival Virada' dura entre cinco e seis dias e conta com apresentações de grandes nomes da música. Bruno destacou que precisava de mais segurança no cenário pandêmico para realizar o evento. 

"Eu vinha dizendo que a gente iria retardar ao máximo para tomar decisão, tentando ter segurança para que fosse tomada. Disse também que ia avaliar o que acontece no Brasil e no mundo, como pandemia está se comportando", argumentou.

O prefeito destacou as altas taxas de vacinação e a queda no número de casos e óbitos na cidade. Entretanto, afirmou que ainda é "um cenário de incertezas e dúvidas". "Não há como realizar Festival Virada, que é um evento para mais de 250 mil pessoas. Nós não realizaremos, acima de tudo, diante do que estamos vendo. Ainda não é o momento de colocar em risco tudo o que construímos até aqui. Colocamos a vida em primeiro lugar e seguiremos dessa forma", disse. 

O Carnaval, por sua vez, deverá ser decidido somente em 2022, já que a decisão de cancelar ou não o evento deve ser em conjunto entre o governo da cidade e do estado. 

"A decisão será tomada com segurança e cautela e, assim que for possível ser tomada, diante de tudo o que está acontecendo, será divulgada", garantiu Bruno.

CANCELAMENTOS
Salvador não é a única cidade a cancelar um evento grande. Diversos municípios do interior de São Paulo (SP) suspenderam a realização do Carnaval 2022. Entre elas, estão: Botucatu, Ubatuba, Sorocaba, Jundiaí, Mogi das Cruzes, Franca e Taubaté. O motivo seria o receio de ocorrer uma nova onda de covid-19 no Estado.

Na capital paulista, o secretário de saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn afirmou que “ainda não é a hora de falar em Réveillon e Carnaval”, uma vez que o foco continua sendo a vacinação da população. Mais de 50% dos jovens e adolescentes ainda não tomaram a segunda dose de vacinas contra a covid-19.

“Retirar a máscara em ambientes externos não é um sinal que a pandemia acabou, que podemos relaxar”, completou, referindo-se à decisão de João Dória (PSDB) de que o uso de máscaras não será mais obrigatório em ambientes externos a partir de 11 de dezembro. 

Além disso, em participação na inauguração de uma UTI na capital paulista, Gorinchteyn ainda reforçou que, nesse período, há um intenso fluxo de pessoas, o que pode aumentar a contaminação. “Nós temos que entender que, em festas como essa, há aglomeração de pessoas que cantam, retiram as máscaras e não respeitam a questão do controle da pandemia”, declarou.