AnaMaria

Tessalia, do ‘BBB10’, culpa o programa por problemas psicológicos

A ex-participante relatou que foi preciso medicamentos tarja preta para ajudá-la

Da Redação Publicado em 14/12/2020, às 14h00 - Atualizado em 16/12/2020, às 11h32

Ex-BBB Tessalia, eliminada do 'Big Brother Brasil 10' - Globo
Ex-BBB Tessalia, eliminada do 'Big Brother Brasil 10' - Globo

Tessalia, conhecida por sua participação no 'Big Brother Brasil 10’, relembrou os problemas psicológicos causados após sua saída do programa. Na época, ela foi eliminada com 78% de rejeição do público.

"Feliz que hoje em dia a fluoxetina segura a onda, mas já tive fase de não sair de casa sem clonazepam, medicamento da marca Rivotril", escreveu ela em uma publicação no Twitter, no último domingo (13).

Para quem não sabe, os medicamentos citados pela empresária são considerados tarja preta e utilizados para casos de depressão, controle de ansiedade e transtorno de humor.

"Parei de tocar/ser DJ por causa das crises de pânico, agorafobia, e quem diria: minha PTSD (estresse pós-traumático) é por causa do ‘BBB’, obviamente. Mas né, segue o fluxo”, completou Tessalia.

Durante uma entrevista para o Gshow em 2019, a ex-BBB ressaltou que não cometeria os mesmo erros do programa e hoje é uma pessoa mais amadurecida.

"Tive um índice alto de rejeição e, no começo, foi pesado. Era jovem, não tinha noção de nada e falava sem pensar. Cheguei lá falando tudo, soltando minha estratégia. Essas coisas não foram bem recebidas, mas, depois de um tempo, o pessoal acalmou", opinou.