AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Ex-Rouge Fantine Tho sobre Lu Andrade: “Não faço questão de ser amiga”

A ex-Rouge Fantine Tho confessou que o grupo é maior do que as intrigas pessoais

Da Redação Publicado em 27/07/2022, às 10h12

Fantine Tho jogou as cartas na mesa sobre a sua amizade com Lu Andrade. - Instagram/@fantinetho @luandradereal
Fantine Tho jogou as cartas na mesa sobre a sua amizade com Lu Andrade. - Instagram/@fantinetho @luandradereal

Fantine Tho participou do ‘Vênus Podcast’, na última terça-feira (26), e revelou que não suportava a ex-Rouge Luciana Andrade e, por isso, as tentativas de amizade não deram certo. 

"Eu tentei ser amiga da Lu, nunca me dei bem com ela e não faço questão de ser amiga dela, essa é a verdade. E do lado dela é ‘eu sempre gostei da Fa’, mas na minha experiência direta com ela, essa não é uma verdade. É um discurso, mas não é uma realidade. E eu quero ter o direito de não gostar de uma pessoa", confessou.

Fantine continuou dizendo que ela não convivia bem com Lu. “Nós duas nos esforçamos. Me incomoda esse posicionamento vitimizado: ‘É só ela que não gosta de mim, eu sou um anjo’. Não é cara, ninguém é. Então eu não sei como dizer isso sem me sentir mal, sem soar como uma malvada", disparou.

A cantora afirmou ainda que as outras meninas também tinham problemas com Luciana, mas era ela que falava: “Não é por uma diferença pessoal que todas nós tínhamos com a Lu. Porque não era só comigo, mas eu falava e verbalizava mais”.

Para concluir, Fan revelou que cansou de tentar fingir amizade, mas que sempre está disposta a colaborar e trabalhar com as outras integrantes: “Porque o Rouge é muito maior que essas intrigas”.

POLÊMICA

Lu Andrade contou, em uma entrevista para o canal de Gabriel Mahalem, sobre seus dias no ‘Rouge’. A cantora iniciou a carreira no grupo, entre 2002 e 2004.

Durante o papo, ela comentou como ela e as ex-colegas de trabalho eram tratadas, e quais os motivos a fizeram deixar o quinteto.

"Eu saí porque nós éramos muito desvalorizadas como pessoas e artistas pelos nossos empresários. Eu sabia onde estava me metendo pelo contrato que eu assinei, então não me fiz de coitada, mas ainda assim não achei que foi justo a porcentagem que pagavam pra gente mesmo na porcentagem que a gente acordou. Porque a gente gerou muita receita para os nossos empresários. E zero preocupação se a gente estava se sentindo bem, se estava doente ou não estava. 'Vai lá e trabalha porque você é uma marionete, meu escravo'", contou.

Lu afirmou ainda que as outras integrantes - Fantine, Karin Hills, Aline Wirley e Li Martins (na época, Patricia) também se sentiam da mesma forma. Por outro lado, elas preferiram continuar no grupo.