AnaMaria
Busca
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaYoutube AnaMariaTiktok AnaMariaSpotify AnaMaria
TV / MERECIDO

Marcos Mion exalta trabalho de Amaury Lorenzo em ‘Terra e Paixão’: “Vai ficar eternizado”

Vencedor do 'Melhores do Ano' na categoria Revelação, Amaury Lorenzo dá vida a Ramiro em trama que chega na reta final em janeiro

Marcos Mion exalta trabalho de Amaury Lorenzo em ‘Terra e Paixão’ - Reprodução │Instagram
Marcos Mion exalta trabalho de Amaury Lorenzo em ‘Terra e Paixão’ - Reprodução │Instagram

Marcos Mion usou seu perfil do Instagram para exaltar o trabalho de Amaury Lorenzo na trama ‘Terra e Paixão’. O apresentador enalteceu a atuação do ator, que estreou na teledramaturgia no folhetim que chegou nas últimas semanas de exibição em janeiro. 

“É muito importante destacar que estamos tendo a oportunidade de assistir a um trabalho primoroso realizado por um grande ator, em seu primeiro papel em novelas, que vai ficar eternizado no rol de grandes personagens”, disse Mion, em publicação feita via stories nesta quarta-feira (3). 

O pai de Romeo ainda parabenizou o criador de ‘Terra e Paixão’, Walcyr Carrasco, pela coragem e genialidade ao apresentar para o público uma história de superação e redenção. “É uma das grandes histórias de redenção dos últimos tempos, mas que tem seu heroísmo na fraqueza, na desconstrução, na vulnerabilidade. Isso é lindo, atual e necessário.”, continuou. 

Mion ainda destacou que o reconhecimento de Lorenzo é merecido e que será eternizado com a entrega de um personagem que já é icônico na dramaturgia brasileira. “Demorou, mas chegou, meu amigo! O reconhecimento é muito merecido. Bem-vindo aos time de atores com personagens que serão lembrados para sempre”, finalizou. 

Reprodução
Reprodução │Instagram

QUASE DESISTIU

Amaury Lorenzo quase desistiu de fazer a novela 'Terra e Paixão'. Embora não tenha entrado em detalhes, o ator disse que enfrentou alguns desafios e só continuou no trabalho após receber os conselhos da preparadora de elenco Tatiana Muniz.

"Foi um episódio que logo foi contornado, mas que fez me questionar o meu trabalho. Achei que esse negócio de televisão não era para mim. Cogitei largar tudo e seguir com a minha peça de teatro, mesmo com todo o apoio da equipe”, contou em entrevista à coluna de Patrícia Kogut no jornal O Globo. "Ela disse que eu não podia desistir do Ramiro. E eu não sou ator de desistir de personagem. Chorei muito e segui em frente", completou.

Rapidamente, Ramiro caiu no gosto do público. Isso porque o personagem tem duas vertentes bem discrepantes: um peão que é capaz de matar para agradar o patrão e um moço humilde que está descobrindo a sexualidade a partir da relação com um homem gay.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!