AnaMaria

Coluna da Estopinha: E quando o cão late em excesso?

Apesar de se tratar de um comportamento natural dos cães, o latido em excesso pode ser diminuído seguindo estas dicas:

Alexandre Rossi Publicado em 12/12/2017, às 14h00 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h45

Coluna da Estopinha: E quando o cão late em excesso? - Shutterstock
Coluna da Estopinha: E quando o cão late em excesso? - Shutterstock

Possíveis motivos
Algumas das causas dos latidos podem estar sendo reforçadas pelo tutor, sem nem perceber que está incentivando. Imagine que, para acalmar seu cachorro, você ofereça a ele carinho ou petiscos. Do ponto de vista do animal, ele conseguiu recompensas ao latir e vai agir sempre assim. A saúde deve ser investigada. Caso constatado que o cão está saudável, se alimentando bem e realizando atividades, os latidos não ocorrem por desconforto físico. Deve-se então pesquisar o porquê do comportamento. Proteção, provocação, isolamento, alívio de estresse, medo, tédio, fome, sede, chamar a atenção, compulsão ou dar um sinal de alerta podem ser gatilhos.

Como inibir
Uma dica é despersonalizar as correções. Por exemplo: quando o cão estiver latindo para chamar atenção, jogue um molho de chaves no chão sem que o animal veja, para interromper o comportamento. Se o pet é ansioso ou medroso demais, algumas correções não são indicadas, pois podem assustá-lo e piorar a situação. Nesses casos, consulte um especialista.

Dar alternativas
Muitos cães latem em excesso em razão de tédio. Aqueles com nível mais alto de energia podem agir assim também. Aumentar o nível de
atividades físicas do cão, com mais passeios e idas a parques e praças, e disponibilizar mais distrações quando ele estiver sozinho, como brinquedos que liberam comida, são opções.

Em paz com a vizinhança
Se os vizinhos já fizeram reclamações, não se esqueça de mostrar que está buscando solucionar o problema. Uma boa conversa pode ajudar muito a melhorar o convívio. Tomando as providências para melhorar o comportamento do cão, a relação entre todos tende a melhorar!

PERGUNTA QUE A ESTOPINHA RESPONDE

“Topa, fala para a tia como faz para ter pelinho tão espetado?”
Marisa Salles Gouveia – Palmas, TO

Ahhh, tia, é minha marca registrada, né? Isso é meu tufinho, é o que faz euzica ser euzica! Hihihihihih... eu amo mesmo! E sabe o que é muito legal, tia? Eu fui viajar pro Chile (olha elaaa), e o meu pelinho foi perfeito pra brincar na neve, porque eu não ficava nadiiiiica molhada.
Hehehehehehe...

CURIOSIDADE

Por que gatos sobem, mas não descem das árvores?

As garras, em forma de gancho, funcionam bem para escalar troncos. Mas deixam de funcionar com o corpo na posição invertida. Ele não sabe que conseguiria ir para baixo se descesse de ré. E aí entra em pânico! Daí entram os bombeiros, como nos filmes!

Alexandre Rossi é zootecnista e especialista em comportamento pet. Autor de sete livros, fundou a Cão Cidadão (caocidadao.com.br) e comanda o Pet na Pan (rádio Jovem Pan), Missão Pet (Nat Geo) e participa do É de Casa (Globo).