AnaMaria

Fernanda Gentil comenta rotina durante a quarentena: ''Colocar a cabeça pra funcionar''

Jornalista também falou como foi substituir Fátima Bernardes

Da Redação Publicado em 28/07/2020, às 15h34 - Atualizado às 15h35

A apresentadora foi entrevistada pela CARAS - Globo/Victor Pollak
A apresentadora foi entrevistada pela CARAS - Globo/Victor Pollak

Fernanda Gentil participou de uma transmissão ao vivo com a CARAS, exibido na última segunda-feira (27) nas redes sociais da revista. Durante o bate-papo, a jornalista comentou as mudanças que a quarentena trouxe em sua vida. 

Para começar, a apresentadora falou sobre a rotina no isolamento social. "Logo no início eu criei uma grade de conteúdo, uns quadros no meu Instagram, o que me salvou, porque eu adoro colocar a cabeça para funcionar, adoro trabalhar, adoro criar, escrever, então coloquei tudo isso em prática nesse momento", disse. 

"Profissionalmente falando, essa grade que eu criei no Instagram foi o que me salvou para botar a cabeça para funcionar, que eu preciso disso assim.  A gente foi trabalhar normalmente segunda, na terça chegou e-mail: ‘Não precisa mais vir por tempo indeterminado'. E aí começou a bateção de cabeça… Principalmente assim, com todo mundo em casa, como é que fica a rotina... Enfim, foi fundamental achar essa rotina dentro da rotina", detalhou.

Em outro momento, ela comentou como foi substituir Fátima Bernardes no programa 'Encontro'. 

"Foram vários sentimentos [...] Substituir Fátima Bernardes… Foram 5 Copas, uma por dia aquela semana. É muita responsabilidade! E tem todo um lado emocional e pessoal pela profissão que eu escolhi, obvio que Fátima sempre foi referência, por toda a trajetória que ela teve e sempre que eu pude falar publica ou pessoalmente com ela eu deixei muito claro", explicou.

Fernanda também contou como foi se preparar para comandar o 'Encontro' durante as férias da apresentadora titular. 

"Foi muita mistura de sentimento então me levou para um lugar de concentração, que eu comparo assim com a Copa, da preparação… Dei uma boa estudada, fiz minhas fichinhas, anotações, coisa que eu só faço em Copa e Olimpíada, por exemplo… No dia a dia não faço anotação, então foi muito especial. Foram cinco dias que eu vou te dizer, ficaram em um lugar muito especial, que eu nunca imaginei… Passa um filme: ‘Caraca como assim, eu vou pisar no palco que ela pisa, que é dela’ É muito legal!", concluiu.