AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Rodrigo Bocardi é chamado de 'burro' ao vivo e reage: ''Já deu o assunto''

Apresentador comentava uma reportagem sobre descarte de lixo

Da Redação Publicado em 09/07/2020, às 11h48 - Atualizado em 14/07/2020, às 18h54

Rodrigo Bocardi é apresentador do 'Bom Dia São Paulo' - TV Globo
Rodrigo Bocardi é apresentador do 'Bom Dia São Paulo' - TV Globo

Rodrigo Bocardi passou por um momento não muito agradável no 'Bom Dia São Paulo' desta quinta-feira (9). Isso porque ele foi chamado de 'burro' ao vivo.

O momento ocorreu após a reportagem de Giba Bergamin sobre o descarte consciente de lixo e a votação de um projeto de lei que prevê multa de R$ 500 para quem jogar bitucas de cigarro nas ruas da capital paulista. 

"Fica criando regra, multa, fiscalização sobre aquilo que é bom para você e bom para o próximo. Guarda e depois joga. Tem que ter educação", opinou Bocardi, ao ler as interações dos internautas no Twitter. 

Ao longo do telejornal, ele reafirmou sua opinião sobre guardar os itens que pretendem descartar consigo, seja em bolsos ou carros, e nunca jogar nas ruas. No entendimento do apresentador, as prefeituras precisam ser cobradas pela manutenção das cidades, mas cada um também deve fazer sua parte. 

Antes de encerrar o noticiário, um último comentário de um telespectador veio à tona. "Rodrigo, queria saber se você anda com uma lixeira no seu carro ou no seu bolso. Nunca vi uma cidade que tenha lixeira que seja suja! Acho meio burro que fale que lixeira não é essencial", leu o âncora. 

"Já deu o assunto das lixeiras, né. Mas eu carrego meu lixo", afirmou. "Às vezes acabo falando umas coisas que as pessoas não gostam de ouvir, mas enfim. É sempre pro nosso bem, eu tento. E vocês têm esse espaço pra dizer o que vocês querem, e isso é o mais legal, vira um grande bate-papo", disse. 

Nas redes sociais, Bocardi recebeu o apoio de internautas, que concordaram com a fala do apresentador. "Parabéns por ter falado em público e continue falando o que deve ser falado e não o que o povo quer ouvir."

{# Taboola Newsroom #}