AnaMaria

Tenho desvio de septo nasal, e agora? Veja sintomas e tratamentos

Desvio de septo nasal: como é o tratamento? Veja dicas

*Dra. Maura Neves, colunista de AnaMaria Digital Publicado em 09/11/2021, às 08h00

Tenho desvio de septo nasal, e agora? - Unsplash
Tenho desvio de septo nasal, e agora? - Unsplash

Olá, pessoal! Vou pegar essa semana para falar um pouco sobre o desvio do septo nasal, suas causas e tratamentos. Para início de conversa, é bom entender que o septo nasal é a estrutura que divide uma narina da outra. 

Sua outra função é ajudar na sustentação e na forma externa do nariz. O septo nasal é composto de uma parte mais flexível, formada de cartilagem na ponta do nariz, e de uma parte mais rígida óssea, na parte mais funda.

Como toda divisória, esperamos que ela seja sempre reta, gerando duas narinas de tamanho semelhante. Isso normalmente não ocorre, porém, e o septo apresenta algum grau de desvio na maioria das vezes.

Esse desvio pode ser gerado pelo crescimento da face durante a infância e adolescência, ou mesmo por algum trauma no nariz. Neste último caso, batidas, quedas, socos, entre outros podem deslocar o nariz ou quebrar o osso e a cartilagem.

COMO SEI SE TENHO ALGUM DESVIO DE SEPTO?
Bem, como mencionei acima, todos temos algum grau de desvio. Mesmo porque nossa face não é totalmente simétrica, e nem o nariz. Os desvios que são significativos são os que pioram a respiração nasal. Ou seja, se você tem o nariz tampado mais frequentemente de um lado, existe uma alta chance de ter algum desvio.

No entanto, para ter a confirmação, é necessário procurar um médico otorrinolaringologista para uma avaliação individualizada. Muitas vezes, só através do exame físico que se consegue dar o diagnóstico. 

Para complementar, podem ser solicitados outros exames, como nasofibroscopia ou a tomografia da face, que ajudam  a determinar o local exato do desvio e programar o melhor tratamento.

TENHO DESVIO DE SEPTO: PRECISO OPERAR?
A cirurgia do desvio de septo ou septoplastia é indicada quando há uma dificuldade respiratória pelo nariz que não melhora com tratamento medicamentoso. Assim, nem todo desvio de septo deve ser operado.

A cirurgia é feita sob anestesia geral, por dentro das narinas, sem cortes no rosto. Existe a necessidade de internação hospitalar de, ao menos, um dia. Mesmo sendo necessário remover o osso desviado, a face não fica com hematomas após a septoplastia. 

Isto só ocorre quando, juntamente com a cirurgia do desvio de septo, é feita alguma cirurgia plástica na parte externa do nariz, chamada de rinoplastia. No caso da plástica nasal são modificados a forma da ponta nasal, do dorso além de corrigir a lateralidade da pirâmide nasal.

Assim, a Septoplastia é a cirurgia para respirar melhor e a Rinoplastia é cirurgia para mudar a forma externa do nariz. Elas podem ser feitas juntas ou separadas.

Importante dizer que, se já existe um grau de obstrução respiratória, uma cirurgia plástica pode deixar o nariz ainda mais entupido. Assim, vale a pena consultar um médico otorrinolaringologista antes de decidir pela plástica isoladamente.

TEM IDADE MÍNIMA OU MÁXIMA PARA OPERAR O SEPTO NASAL?
Normalmente não existe restrição formal de idade. A cirurgia é indicada pela necessidade de respirar bem pelo nariz, promovendo tudo o que vem associado a uma boa respiração nasal.

Lembro que respirar pelo nariz é importante para o desenvolvimento facial, dentário, mastigação, linguagem, impacta o sono e aprendizado escolar, desempenho nas atividades diárias e por aí vai.

Termino ressaltando novamente que o ideal para uma boa indicação cirúrgica é que o médico avalie bem o seu caso, descobrindo o tipo do seu desvio de septo.

*DRA. MAURA NEVES é formada na Medicina pela Faculdade de Medicina da USP. Residência em Otorrinolaringologia pelo HC- FMUSP. Fellow em Cirurgia Endoscópica pelo HC- FMUSP. Doutorado pela Faculdade de Medicina da USP. Médica Assistente do Hospital Universitário da Universidade de São Paulo -SP. Aqui na Revista AnaMaria, trará quinzenalmente um conteúdo novo sobre a saúde do ouvido, nariz e garganta. Instagram: @dra.mauraneves