AnaMaria

Peguei um novo cãozinho, e agora? Confira dicas essenciais

Caso seu bichinho chegue com algumas dificuldades de adaptação, tenha paciência e procure ajuda de um profissional

Marcela Barbieri Boro* Publicado em 14/02/2021, às 08h00

Tome bastante cuidado com os objetos que você deixa disponível e manipula bastante - ElvisClooth/Pixabay
Tome bastante cuidado com os objetos que você deixa disponível e manipula bastante - ElvisClooth/Pixabay

A chegada de um novo cãozinho em casa tem tudo para ser o mais agradável possível, mas também pode ser desafiador para aqueles que não estiverem preparados. Um novo pet traz consigo uma nova rotina para o tutor. Se for um filhote, por exemplo, é importante ter em mente que ele precisará de manejos específicos.

EVITANDO DESTRUIÇÕES

A dica é abrir a casa aos poucos. Tome bastante cuidado com os objetos que você deixa disponível e manipula bastante. Provavelmente, eles serão interessantes para o filhote também.

Em contrapartida, forneça brinquedos de texturas variadas e seguros para seu animal interagir. Ele vai ter ainda mais interesse pelos próprios brinquedos se você fizer uma espécie de rodízio entre eles.

E AS NECESSIDADES?

Quanto ao xixi e cocô, separe um espaço longe do local onde ele come e dorme para fazer de banheiro e use alguma superfície de absorção que o animal já tenha costume no local de onde veio, como jornal ou tapete higiênico. Recompense sempre que ele acertar o local e nada de broncas caso ele erre, ok? As broncas podem fazer com que ele faça cada vez mais errado.

ADAPTAÇÃO DO ANIMAL ADULTO

Se você escolheu um animal adulto, entenda que ele já tem personalidade formada, e isso, muitas vezes, é positivo! As destruições provavelmente serão menores e, dependendo da rotina anterior, o animal já sabe onde é o local correto para fazer as necessidades. Mas, se caso seu bichinho chegue com algumas dificuldades de se adaptar, tenha paciência e procure ajuda de um profissional de comportamento.

ROTINA

Quando se realiza pequenos ajustes no manejo, a relação entre o pet e o tutor melhora consideravelmente. Independentemente da idade, prepare seu animal para a rotina que ele precisará vivenciar quando tudo se normalizar. Se você vai voltar a trabalhar fora de casa, por exemplo, comece realizando um exercício com pequenas separações dentro de casa, mas procure sempre associar isso com algo positivo. E curta muito sua nova companhia!

* MARCELA BARBIERI BORO é zootecnista, médica veterinária e adestradora.