AnaMaria

5 dicas para driblar as gostosuras das festas infantis

Com criatividade, dá para manter a dieta saudável do seu filho sem estresse

AnaMaria Digital Publicado em 18/04/2018, às 16h04 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h46

A ideia não é proibir, mas equilibrar - Shutterstock
A ideia não é proibir, mas equilibrar - Shutterstock

Na sua casa, seu filho come de forma equilibrada e quase não entra doces e refrigerantes. Mas e quando ele vai a uma festa recheada de brigadeiros, bolos e salgadinhos? Como evitar uma comilança exagerada com a turminha? Camila Verdeja, criadora do Gourmet Jr., projeto sobre alimentação saudável infantil, recomenda algumas dicas que podem ajudar as mães que querem escapar dessas armadilhas. Confira:

Salgadinhos
Uma boa ideia para fazer seu filho comer pouca fritura durante a festa, é fazer uma refeição com ele antes de ir. Assim, ele não chega com fome e não sai “atacando” o que vê pela frente. Durante a festa, ofereça o que tiver de mais saudável. “Também sempre tenho algo na bolsa para ‘emergências’ – como uma fruta, por exemplo”, diz Camila, que também é mãe de Joaquim, de 5 anos.

Veja também:
Pais narcisistas podem fazer os filhos sofrer
Família que emagrece unida...
Vitamina S é bom e elas gostam!

Doces
A recomendação dos pediatras é não dar açúcar para crianças até completarem 2 anos. Camila Verdeja seguiu à risca e, quando Santiago era pequeno, ela dizia que os docinhos da mesa eram decoração. “Ele ia brincar e nem ligava mais para aquilo”, diz, divertida.  “Agora, ele está com 5 anos, maiorzinho, e já sabe das coisas. Mas como come pouco açúcar desde sempre, não dá bola para esses doces. Tudo é hábito”, completa Camila.

Bolo
Tudo o que é proibido é mais gostoso, certo? Partindo desta premissa, Camila estimula a alimentação saudável, buscando não proibir. “Cantar parabéns e experimentar um pedaço de bolo é divertido. Mas em casa temos um hábito de dividir os pratos, comer junto. Nesta hora faço isso com o Santiago e ele acaba comendo menos”, afirma.

Refrigerante
Para Camila, este é o pior momento. "Refrigerante não é recomendável para crianças", diz. Então ela fala para o seu filho que esta bebida não é para os pequenos, assim como bebidas alcóolicas. E oferece água ou suco no lugar.

E quando vai brincar na casa de um amiguinho?
“As dicas são as mesmas: o Santiago come alguma coisa gostosa antes de ir. Mas, chegando na casa do amigo, pode se servir do que tiver lá. Não tem como ser diferente. De novo, vale o hábito que se tem em família. Ele gosta de comer bem. E isso vai levar para a vida toda”, acredita.