AnaMaria
Famosos / Famosos

Gretchen desabafa após morte do filho de Walkyria Santos: ''Isso é para ganhar cliques?''

Jovem de 16 anos foi encontrado sem vida; ele sofria de depressão e lutava contra os ataques maldosos na internet

Da Redação Publicado em 04/08/2021, às 08h32 - Atualizado às 08h56

Gretchen critica cometários de ódios na internet - Reprodução/Instagram
Gretchen critica cometários de ódios na internet - Reprodução/Instagram

Gretchen se revoltou com a notícia da morte de Lucas, de apenas 16 anos, filho da ex-vocalista da Banda Magníficos, Walkyria Santos. Na última terça-feira (3), a mãe contou que ele tinha depressão e ressaltou que os discursos de ódio feitos na internet foram os principais pontos que levaram o jovem a tirar a própria vida.

A mãe de Thammy Miranda, que costuma rebater comentários maldosos de seguidores sobre sua aparência, gravou um vídeo no Instagram, demonstrando repúdio aos chamados “haters” (‘odiadores’, em tradução livre), pessoas que destilam maldades na internet.

“Uma triste noite para uma amiga minha, a Walkyria Santos, que perdeu o filho dela por causa da internet. Tanto que eu falo para vocês sobre os haters, sobre essas pessoas que entram para falar mal. Eu sou uma velha, forte, e vocês não vão conseguir fazer isso comigo. Mas conseguem fazer com crianças, porque esse menino tinha apenas 16 anos. O que vocês, haters, fizeram, se chama crime. Vocês mataram essa criança, mataram o filho da minha amiga”, desabafou ela.

“Vocês não sabem até onde a maldade pode chegar. Deveriam se colocar no lugar das mães de vocês, e ver que o que está acontecendo, poderia ser com qualquer um. Mas vocês não pensam, não tem noção”, completou ela.

A cantora questionou  ainda qual a motivação de xingar os outros nas redes sociais: “Para que? Para ganhar cliques na internet? Quanto vale a vida de uma pessoa? (...) Comentários nojentos, podres”.

“Está aqui o meu repúdio para vocês que fazem isso com pessoas que não tem a capacidade de se defender. Não são seres humanos, são desprezíveis, podres. Deixo aqui meu voto de revolta, e minha solidariedade para a Walkyria. Estou sentindo essa dor junto, porque tenho sete filhos, e inclusive uma adolescente. Se você precisar de qualquer coisa, eu estou aqui”, finalizou ela.