AnaMaria
Famosos / TV

Tony Ramos fala sobre possível saída da Rede Globo: ''Tem que se prevenir''

Ator mencionou o fato de muitos veteranos não terem os contratos renovados

Da Redação Publicado em 15/11/2020, às 15h47 - Atualizado às 15h48

Tony Ramos fala sobre possível saída da Rede Globo: ''Tem que se prevenir'' - Reprodução/Instagram
Tony Ramos fala sobre possível saída da Rede Globo: ''Tem que se prevenir'' - Reprodução/Instagram

Tony Ramos abriu o jogo a respeito dos caminhos futuros da sua relação com a emissora Rede Globo, durante uma entrevista concedida para a colunista Fábia Oliveira, do Jornal 'O Dia', neste domingo (15). 

Segundo o famoso, o artista não se preocupa com o fato de não ter o seu contrato renovado com o canal. 

"As palavras receio e medo não me habitam. Eu não sou um homem de ter medos e receios. Eu sou muito realista. Os meus familiares até falam que eu sou realista demais. Não tenho medo. Pelo contrário. Eu poderia estar amanhã no veículo A, B ou C, no streaming A, B, C, D, ou nos projetos pessoais. O profissional que está há 57 anos no mercado precisa ter previsibilidade. Tem que se prevenir e isso faço há muito tempo", explicou. 

O veterano da televisão brasileira chegou a mencionar a saída de grandes nomes da emissora, como Tarcísio Meira e Gloria Menezes

"Acho que, muitas vezes, a televisão vai ter que repensar nisso porque eu vejo que alguns nomes e eu citoTarcísio Meira e Glória Menezes, por exemplo, deveriam ter sido aposentados pelo ponto de vista corporativos", afirmou. 

E completou: "Uma homenagem a eles que sempre acreditaram na empresa e desde o começo foram para empresa como investimento, como já disse o Boni publicamente. Não viram dessa forma. Mas, você tem que entender que o mercado é isso. Confesso que fico atento. Se amanhã não quiserem, outros vão querer. Faz parte do jogo", contou. 

O artista ainda ressaltou que não tem planos de deixar de trabalhar. 

"Mesmo que saia de lá, eu não vou sair fazendo qualquer coisa. Vou fazer teatro, vou ser o meu produtor, vou trabalhar, vou correr atrás, vou sonhar. Sou um homem de 72 anos que ainda tem sonhos", assegurou.